/Dicas de estudo: Redação Oficial para concursos!


Dicas de estudo: Redação Oficial para concursos!

465

por: Equipe Flávia Rita

Nesse post, você confere as melhores dicas sobre redação oficial para concursos. Um dos conteúdos mais recorrentes em provas e mais cobrados pelo Cespe/Unb, que costuma provocar dor de cabeça em muitos concurseiros. Em você também?

Não é à toa: compreender redação oficial para concursos exige conhecimento de normas técnicas, que podem ser encontradas no Manual de Redação da Presidência da República. Se você ainda não tem domínio do conteúdo, não pode perder as próximas dicas desse artigo. Vamos, lá?

Redação Oficial: o que é?

De acordo com o Manual de Redação da Presidência da República: redação oficial é a maneira pela qual o Poder Público redige atos normativos e comunicações. É utilizada de forma formal para comunicações.

 

Redação oficial para concursos: principais características!

A redação oficial para concursos deve ser formal, ou seja, precisa ser escrita de acordo com a norma culta e obedecer a regras específicas que estão no manual. Além disso, deve ser impessoal e você deve conhecer e saber usar as formas corretas do pronome de tratamento.

Também é necessário padronização, ou seja, os textos precisam estar uniformes, além de concisos. É fundamental transmitir o máximo de informações, mas usar o mínimo de palavras, mantendo a objetividade. Por isso, é importante cortar os detalhes em excesso, as informações inúteis, ambiguidade e possíveis redundâncias.

O texto deve estar claro, ou seja, a informação deve ser transmitida de forma coerente, para que o leitor possa compreender e precisa ser impessoal e escrito na norma culta, por ser uma comunicação do serviço público.

Pronomes de tratamento!

Os pronomes de tratamento  da redação oficial. para concursos são usados para manter a formalidade na redação oficial, a objetividade, a clareza e, por isso, conhecê-los é essencial.

De acordo com o Manual: 

Vossa Excelência, para as seguintes autoridades:

a) do Poder Executivo;

  • Presidente da República;
  • Vice-Presidente da República;
  • Ministros de Estado;
  • Governadores e Vice-Governadores de Estado e do Distrito Federal;
  • Oficiais-Generais das Forças Armadas;
  • Embaixadores;
  • Secretários-Executivos de Ministérios e demais ocupantes de cargos de natureza especial;
  • Secretários de Estado dos Governos Estaduais;
  • Prefeitos Municipais.

b) do Poder Legislativo:

  • Deputados Federais e Senadores;
  • Ministro do Tribunal de Contas da União;
  • Deputados Estaduais e Distritais;
  • Conselheiros dos Tribunais de Contas Estaduais;
  • Presidentes das Câmaras Legislativas Municipais.

c) do Poder Judiciário:

  • Ministros dos Tribunais Superiores;
  • Membros de Tribunais;
  • Juízes;

Auditores da Justiça Militar.

O vocativo a ser empregado em comunicações dirigidas aos Chefes de Poder é Excelentíssimo Senhor, seguido do cargo respectivo:

  • Excelentíssimo Senhor Presidente da República,
  • Excelentíssimo Senhor Presidente do Congresso Nacional,
  • Excelentíssimo Senhor Presidente do Supremo Tribunal Federal.

As demais autoridades serão tratadas com o vocativo Senhor, seguido do cargo respectivo:

  • Senhor Senador,
  • Senhor Juiz,
  • Senhor Ministro,
  • Senhor Governador.

Redação Oficial: fechos para comunicação

Muita atenção, pois isso é muito cobrado pelas bancas de concurso público

Segundo o Manual:

a) para autoridades superiores, inclusive o Presidente da República:

Respeitosamente,

b) para autoridades de mesma hierarquia ou de hierarquia inferior:

Atenciosamente,

Ficam excluídas dessa fórmula as comunicações dirigidas a autoridades estrangeiras, que atendem a rito e tradição próprios, devidamente disciplinados no Manual de Redação do Ministério das Relações Exteriores.

Memorando X Aviso X Ofício

Existem três tipos de expediente: memorando, aviso e ofício. Que tal conhecer a diferença de cada um?

Aviso e ofício são extremamentes semelhantes, a principal diferença é que aviso é expedido EXCLUSIVAMENTE para Ministro de Estado e autoridades de mesma hierarquia. Em relação ao ofício, ele é expedido para a demais autoridades.

Fig.1 – Faça um resumo com as diferenças do ofício, memorando e aviso.

O memorando é uma forma de comunicação interna, sendo usado entre unidades administrativas de um mesmo órgão, que podem estar hierarquicamente em um mesmo nível ou não. Preste muita atenção aos detalhes, pois ele são muito cobrado em provas.

Redação Oficial para concursos: formas de diagramação

Segundo o Manual:

Os documentos do Padrão Ofício devem obedecer à seguinte forma de apresentação:

 a) deve ser utilizada fonte do tipo Times New Roman de corpo 12 no texto em geral, 11 nas citações, e 10 nas notas de rodapé;

b) para símbolos não existentes na fonte Times New Roman poder-se-á utilizar as fontes Symbol e Wingdings;

c) é obrigatória constar a partir da segunda página o número da página;

d) os ofícios, memorandos e anexos destes poderão ser impressos em ambas as faces do papel. Neste caso, as margens esquerda e direta terão as distâncias invertidas nas páginas pares (“margem espelho”);

e) o início de cada parágrafo do texto deve ter 2,5 cm de distância da margem esquerda;

f) o campo destinado à margem lateral esquerda terá, no mínimo, 3,0 cm de largura;

g) o campo destinado à margem lateral direita terá 1,5 cm;

h) deve ser utilizado espaçamento simples entre as linhas e de 6 pontos após cada parágrafo, ou, se o editor de texto utilizado não comportar tal recurso, de uma linha em branco;

i) não deve haver abuso no uso de negrito, itálico, sublinhado, letras maiúsculas, sombreado, sombra, relevo, bordas ou qualquer outra forma de formatação que afete a elegância e a sobriedade do documento;

j) a impressão dos textos deve ser feita na cor preta em papel branco. A impressão colorida deve ser usada apenas para gráficos e ilustrações;

l) todos os tipos de documentos do Padrão Ofício devem ser impressos em papel de tamanho A-4, ou seja, 29,7 x 21,0 cm;

m) deve ser utilizado, preferencialmente, o formato de arquivo Rich Text nos documentos de texto;

n) dentro do possível, todos os documentos elaborados devem ter o arquivo de texto preservado para consulta posterior ou aproveitamento de trechos para casos análogos;

o) para facilitar a localização, os nomes dos arquivos devem ser formados da seguinte maneira:

tipo do documento + número do documento + palavras-chaves do conteúdo

Ex.: “Of. 123 – relatório produtividade ano 2002”

Dicas de estudo

Como aprender redação oficial para concurso? Treino, treino e treino! Quanto mais questões você resolver, mais vai conseguir compreender como o assunto é cobrado, as regras e as principais diferenças. Consulte sempre o manual e se você quiser pode imprimir esse texto, para tê-lo sempre com você.

Não se esqueça de você precisa revisar redação oficial antes da prova, pois o conteúdo é cheio de detalhe. Muitos confundem pronome de tratamento, diferença entre aviso e memorando, ou seja, é preciso ter atenção redobrada. Faça um resumo para compreender e fixar melhor a disciplina. Isso vai ajudar no processo de memorização.

Por isso, use e abuse de ferramentas estratégicas como ficha, mapa mental, resumo. Faça o download exclusivo do e-book com as melhores dicas e técnicas de estudo. 

Redação Oficial: questões para você treinar!

2016 – COPEVE – Prefeitura de Maceió 

A impessoalidade na redação oficial garante a

a)precisão no uso da linguagem textual e do uso do padrão culto da linguagem.

b)atuação do servidor público cuja identificação é facultativa nas comunicações.

c)concisão e a clareza ao transmitir um máximo de informações com pouco texto.

d)isenção da influência da individualidade de quem elabora e recebe a mensagem.

e)padronização e a formalidade com o uso dos pronomes formais de tratamento.

Gabarito: D

Fig.3 – Treine por exercício!

2013 – Quadrix – CRBio – 5ª região

A redação oficial deve conter:

a) Impessoalidade, clareza, uniformidade, concisão e uso de linguagem formal.

b) Ambigüidade, pessoalidade, concisão e clareza.

c) Publicidade, urbanidade e pessoalidade.

d) Uso de linguagem formal, cacofonia, hiato e colisão.

e)Eco, ambigüidade, impessoalidade e clareza.

Gabarito: A

2014 – COSEAC – UFF

Conforme definido no Manual de Redação da Presidência da República, pode-se dizer que a maneira pela qual o Poder Público redige atos normativos e comunicações é

a) redação oficial.

b) jurisprudência.

c)normatização.

d)jurisdição.

e)legislação.

Gabarito: letra A

2012 – PaqTCB – UEPB

Assinale a assertiva que apresenta fragmento de uma redação oficial, acompanhada das características que definam essa redação:

a)“Após sucessivos contatos com os eminentíssimos senhores responsáveis pelos setores, e sem êxito algum para esclarecimentos dos prejuízos em relação ao uso inadvertido das linhas telefônicas, em horário de trabalho, saibam que serão punidos se passarem a fazer uso indiscriminado destas a partir da data de emissão desse texto” – Padronização e rigor técnico caracterizam a redação oficial.

b) “Em razão de enormes dissabores que venho passando pelas despesas com o referido setor, adianto que tomarei providências urgentes para impedir que usem a linha telefônica no horário de expediente, mesmo que seja uma medida impopular” – Formalidade, neutralidade e Intenção identificam a redação oficial.

c)– “Como soube por meio de terceiros sobre o uso abusivo dos aparelhos telefônicos, exijo pela autoridade que me cabe, que o excelentíssimo chefe tome as providências cabíveis para evitar o desperdício” – Coerência, hierarquização e adequação garantem a redação oficial.

d) “Nos termos do Plano geral de contenção de despesas, solicito a vossa senhoria verificar a possibilidade de manter apenas ramais em cada setor e que as linhas telefônicas sejam utilizadas tão somente para as comunicações referentes a trabalho” – Impessoalidade, clareza e concisão constituem a redação oficial.

e) “Soube do problema de desperdício por que passa o setor. Ciente de que medidas urgentes devem ser tomadas, proponho ao chefe de setor uma negociação: Para não desagradar os funcionários que estão desperdiçando verba pública, é melhor que os funcionários do setor utilizem seus celulares para quaisquer outras informações que não seja referente ao trabalho. Além disso, as linhas devem ficar sempre desocupadas para que os chefes se comuniquem livremente com seus superiores”- Informatividade, organização e precisão definem redação oficial.

Gabarito: D

Confira um curso GRATUITO de redação oficial com a professora Flávia Rita, para otimizar os seus estudos, agora!

Como você estuda redação oficial? Envie o seu comentário para a gente!

Não se esqueça de compartilhar as dicas desse post nas suas redes sociais e muito sucesso!

 

 

 

Deixe seu Comentário

Comentários