fbpx

Polícia Militar de São Paulo – PMSP – Edital Resumido

Equipe Flávia Rita

concurso polícia militar de são paulo

O edital do concurso público da Polícia Militar do Estado de São Paulo foi publicado para provimento dos cargos de Aluno-Oficial . Para quem deseja apertar seus estudos nessa reta final, deverá dar mais ênfase nas matérias mais complexas e naquelas que sente mais dificuldade, de forma a separar mais tempo para as sessões de revisão geral dos conteúdos. Para isso, uma preparação estratégica, com foco exclusivo na banca organizadora do certame, Fundação Getúlio Vargas, direcionada à resolução de questões de Língua Portuguesa, assim como uma Oficina de Redação específica serão essenciais para garantir a vaga no órgão paulista.

Edital para a Polícia Militar de São Paulo – PMSP – esquematizado

INFORMAÇÕES GERAIS

BANCA ORGANIZADORA: Fundação Getúlio Vargas – FGV.

NÚMERO DE VAGAS: 130 + Cadastro de Reserva

DATA PARA A INSCRIÇÃO: de 15 de abril a 15 de maio de 2020

DATA PARA A REALIZAÇÃO DAS PROVAS: 12 de julho de 2020

REMUNERAÇÃO INICIAL: R$ 3.268,33 para o cargo de Aluno-Oficial PM.

REQUISITOS DO CERTAME: ter idade mínima de 17 (dezessete) anos e idade máxima de 30 (trinta) anos, exceto para os candidatos já pertencentes aos quadros da Polícia Militar do Estado de São Paulo; ter estatura mínima, descalço e descoberto, de: 155 cm (cento e cinquenta e cinco centímetros), se mulher; e 160 cm (cento e sessenta centímetros), se homem.

CONDIÇÕES PARA A POSSE: ter concluído o ensino médio ou equivalente, entre outros (ver edital completo).

DAS ETAPAS DO CONCURSO

1. O ingresso na Polícia Militar do Estado de São Paulo, no Quadro de Oficiais Policiais Militares (QOPM), se dá com o provimento no cargo inicial de Aluno-Oficial PM, por meio de concurso público de Provas, composto das seguintes etapas:

1.1. Exames de Conhecimentos, que serão divididos em:

1.1.1. Prova Objetiva (Parte I), de caráter eliminatório e classificatório, visa avaliar o conhecimento do candidato para o desempenho das atribuições e versará sobre o conteúdo programático;

1.1.2. Prova Dissertativa (Parte II), de caráter eliminatório e classificatório, visa avaliar a capacidade do candidato de produzir uma redação que atenda ao tema e ao gênero ou tipo de texto propostos, além de seu domínio da norma culta da língua portuguesa e dos mecanismos de coesão e coerência textual;

1.2. Exames de Aptidão Física;

1.3. Exames de Saúde;

1.4. Exames Psicológicos;

1.5. Avaliação da Conduta Social, da Reputação e da Idoneidade;

1.6. Análise de Documentos.

A PROVA OBJETIVA (PARTE I)

Data prevista para realização em 12 de julho de 2020, com início às 08h00.

A Prova Objetiva (Parte I), com duração de 4 (quatro) horas, constará de 80 (oitenta) questões de múltipla escolha com cinco alternativas cada uma, sendo apenas uma alternativa correta, de acordo com o conteúdo programático;

Ciências Humanas e suas Tecnologias – 20 (vinte) questões, sendo:
  • História: 6 (seis) questões;
  • Filosofia: 4 (quatro) questões;
  • Sociologia: 4 (quatro) questões;
  • Geografia: 6 (seis) questões;
Linguagens e Códigos – 24 (vinte e quatro) questões, sendo:
  • Língua Portuguesa e interpretação de texto: 18 (dezoito) questões;
  • Língua Inglesa ou Espanhola: 6 (seis) questões;
Matemática e Ciências da Natureza – 30 (trinta) questões, sendo:
  • Matemática: 12 (doze) questões;
  • Física: 6 (seis) questões;
  • Química: 6 (seis) questões;
  • Biologia: 6 (seis) questões;
Conhecimentos Específicos – 6 (seis) questões, sendo:
  • Noções de Administração Pública: 2 (duas) questões;
  • Noções Básicas de Informática: 4 (quatro) questões.
Distribuição das questões por matéria

A Prova Objetiva (Parte I) será avaliada na escala de 0 (zero) a 80 (oitenta) pontos.

Cada questão terá valor de 1 (um) ponto, sendo considerado habilitado o candidato que obtiver, no mínimo, 40 (quarenta) pontos, de acordo com o conteúdo programático.

ATENÇÃO! Somente serão corrigidas as Provas Dissertativas (Parte II) dos candidatos que obtiverem, no mínimo, 40 (quarenta) pontos na Prova Objetiva (Parte I), já considerada a pontuação diferenciada para pretos, pardos e indígenas.

PROVA DISSERTATIVA (PARTE II)

Data prevista para aplicação em 12 de julho de 2020, com início às 14h00, será realizada no mesmo local da Prova Objetiva.

A Prova Dissertativa, com duração de 2 (duas) horas, será composta de uma redação dissertativa-argumentativa, na qual se espera que o candidato produza uma dissertação em prosa na norma-padrão da língua portuguesa, a partir da leitura de textos auxiliares, que servem como um referencial para ampliar os argumentos produzidos pelo próprio candidato. Ele deverá demonstrar domínio dos mecanismos de coesão e coerência textual, considerando a importância de apresentar um texto bem articulado.

Se você sente que precisa de um curso que abarque mais a teoria de redação para textos dissertativos, confira Curso on-line de Oficina de Redação Texto Dissertativo para concursos públicos.

A Prova Dissertativa (Parte II) será avaliada na escala de 0 (zero) a 20 (vinte) pontos.

Será considerado habilitado o candidato que obtiver nota igual ou superior a 10 (dez) pontos, já considerada a pontuação diferenciada para pretos, pardos e indígenas.

Critérios da Prova Dissertativa para a Polícia Militar de São Paulo – PMSP

Serão considerados os critérios a seguir:

TEMA: Será considerado se o texto do candidato atende ao tema proposto, sem incorrer em fuga total ou parcial. A fuga completa ao tema proposto é motivo suficiente para que a redação não seja corrigida em qualquer outro de seus aspectos, recebendo nota 0 (zero);

Estrutura (gênero/tipo de texto e coerência): consideram-se aqui, conjuntamente, os aspectos referentes ao gênero/tipo de texto proposto e à coerência das ideias. A fuga completa ao gênero/tipo de texto é motivo suficiente para que a redação não seja corrigida em qualquer outro de seus aspectos, recebendo nota 0 (zero). Avalia-se aqui como o candidato sustenta sua tese em termos argumentativos e como essa argumentação está organizada, considerando-se a macroestrutura do texto dissertativo (introdução, desenvolvimento e conclusão). No gênero/tipo de texto, avalia-se também o tipo de interlocução construída: por se tratar de uma dissertação, deve-se prezar pela objetividade, sendo assim, o uso de primeira pessoa do singular e de segunda pessoa (singular e plural) poderá ser penalizado. Será considerado aspecto negativo a referência direta à situação imediata de produção textual (ex.: como afirma o autor do primeiro texto/da coletânea/do texto I; como solicitado nesta prova/proposta de redação). Na coerência, será observada, além da pertinência dos argumentos mobilizados para a defesa do ponto de vista, a capacidade do candidato de encadear as ideias de forma lógica e coerente (progressão textual). Serão considerados aspectos negativos a presença de contradições entre as ideias, a falta de partes da macroestrutura dissertativa, a falta de desenvolvimento das ideias ou a presença de conclusões não decorrentes do que foi previamente exposto;

Expressão (coesão e modalidade): consideram-se neste item os aspectos referentes à coesão textual e ao domínio da norma-padrão da língua portuguesa. Na coesão, avalia-se a utilização dos recursos coesivos da língua (anáforas, catáforas, substituições, conjunções etc.) de modo a tornar a relação entre frases e períodos e entre os parágrafos do texto mais clara e precisa. Serão considerados aspectos negativos as quebras entre frases ou parágrafos e o emprego inadequado de recursos coesivos. Na modalidade, serão examinados os aspectos gramaticais como ortografia, morfologia, sintaxe e pontuação, bem como a escolha lexical (precisão vocabular) e o grau de formalidade/informalidade expressa em palavras e expressões.

Cálculo da nota final

Para o cálculo da nota final será considerada a proporcionalidade de 2:4:4, entre os critérios de correção relativos ao Tema, Estrutura e Expressão, respectivamente.

Será atribuída nota zero à redação que:

  • fugir ao tema e/ou gênero propostos;
  • apresentar nome, rubrica, assinatura, sinal, iniciais ou marcas que permitam a identificação do candidato;
  • estiver em branco;
  • apresentar textos sob forma não articulada verbalmente (apenas com desenhos, números e/ou palavras soltas);
  • for escrita em outra língua que não a portuguesa;
  • apresentar letra ilegível e/ou incompreensível;
  • apresentar o texto definitivo fora do espaço reservado para tal;
  • apresentar 7 (sete) linhas ou menos (sem contar o título);
  • for composta integralmente por cópia de trechos da coletânea ou de quaisquer outras partes da prova;
  • apresentar formas propositais de anulação como impropérios, trechos jocosos ou a recusa explícita em cumprir o tema proposto.

A classificação preliminar dos candidatos aprovados em ordem decrescente de notas será obtida por meio do somatório de pontos obtidos nos Exames de Conhecimentos (Partes I e II), já considerada a pontuação diferenciada, se for o caso, sendo convocados para prosseguirem nas demais etapas do concurso público os 800 (oitocentos) candidatos que obtiverem a melhor classificação.

DOS RECURSOS

Serão cabíveis recursos das etapa dos Exames de Conhecimentos (Partes I e II): o recurso referente às questões da Prova Objetiva (Parte I) deverá ser interposto no prazo de até 3 (três) dias úteis contados a partir do dia seguinte ao da publicação do gabarito.

Conteúdo Programático de Língua Portuguesa

No tocante à disciplina de Língua Portuguesa, para além dos conhecimentos necessários à devida elaboração textual, os candidatos poderão ser avaliados nos seguintes tópicos:

1. NORMA ORTOGRÁFICA

2. MORFOSSINTAXE

2.1. Classes de palavras.

2.2. Processos de derivação.

2.3. Processos de flexão verbal e nominal.

2.4. Concordância nominal e verbal.

2.5. Regência nominal e verbal.

2.6. Crase.

2.7. Coordenação e subordinação.

2.8. Colocação das palavras.

3. PONTUAÇÃO

4. LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

4.1. Organização textual.

4.1.1. Mecanismos de Coesão e Coerência.

5. FIGURAS DE LINGUAGEM

6. SIGNIFICAÇÃO DAS PALAVRAS

7. LITERATURA BRASILEIRA: desde as origens até a atualidade.

8. LITERATURA PORTUGUESA: desde as origens até o Primeiro Modernismo (século XX).

– Para LITERATURA BRASILEIRA e LITERATURA PORTUGUESA: Autores e obras mais representativos, como também épocas ou “escolas literárias” a que eles pertencem. Interpretação de textos e suas relações com a realidade cultural que os produziu, nomeadamente com os processos literários dos quais se mostram como índices exemplares.


Caso tenha alguma dúvida sobre os cursos e sobre qual será o mais recomendado para você, não deixe de entrar em contato conosco pelos telefones

Caso tenha algum assunto que gostaria de ler por aqui, deixe sua sugestão na seção de comentários.

Deixe seu Comentário

Comentários

CONTINUE LENDO