/Redação PF: 5 dicas para mandar bem!


Redação PF: 5 dicas para mandar bem!

por: Equipe Flávia Rita

O concurso Polícia Federal (PF) foi autorizado e a expectativa é que tenha 500 vagas. A organizadora do certame será o Cespe/Unb e o edital está previsto para ser divulgado ainda neste semestre. Já começou os estudos? Neste post, preparamos as melhores dicas para você gabaritar redação PF. Vamos lá? 

Atenção: saiu edital da PF com 500 vagas!!

Redação PF: o diferencial!

Como está a sua preparação para o concurso da PF? Muitos candidatos priorizam apenas o estudo da prova objetiva e não treinam redação, que faz a diferença para a posse, porque tem um peso muito grande. É preciso exercitar, treinar e conhecer a forma de cobrança do Cespe/Unb.

Entre os principais erros cometidos estão:

  • Dificuldade para desencadear as ideias
  • Falta de articulação e coesão
  • Erros básicos de português: concordância, regência, crase, entre outros.
  • Dificuldade em introduzir o tema

Desta forma, comece a sua preparação para a redação PF o quanto antes. Não espere o edital ser divulgado.

Cobrança do Cespe/Unb

Cada edital do Cespe/Unb tem a sua particularidade, mas, geralmente, o desenvolvimento tem um peso maior nas redações. Pelo espelho de provas anteriores organizadas pela banca, é possível verificar o critérios avaliados:

É imprescindível ler o edital para saber a maior pontuação. Além do domínio do tema, o candidato deve ter cuidado com a parte estética, fazer letra legível, cautela com parágrafo e espaçamento. Capriche para fazer uma boa redação PF.

Redação: gêneros de cobrança

Geralmente, a banca Cespe/Unb cobra três tipos de gêneros textuais:

Narrativo: sequência de fatos como uma história

Dissertativo: mais predominante. É a posição do autor diante de um assunto discutido no texto.

Descritivo: caracteriza-se por ser a descrição de algo como, por exemplo, pessoa, objeto, acontecimento, entre outros.

Abaixo você confere o último tema cobrado para o cargo de Agente da Polícia Federal:

Um relatório do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas constatou que 15 mil pessoas viajaram à Síria e ao Iraque para combater pelo Estado Islâmico e por grupos extremistas semelhantes. De acordo com o relatório, essas pessoas saíram de mais de 80 países, o que inclui um grupo de países que não havia enfrentado desafios anteriores com relação à Al Qaeda. Os números reforçam recentes estimativas dos serviços de inteligência dos Estados Unidos da América sobre o escopo do problema dos combatentes estrangeiros, que, conforme o relatório, se agravou apesar das ações agressivas das forças antiterroristas e das redes mundiais de vigilância. Os números referentes ao período iniciado em 2010 são superiores aos números referentes ao total de combatentes estrangeiros nas fileiras terroristas entre 1990 e 2010 — e continuam crescendo.

Folha de S.Paulo, 1.º/11/2014, p. 10, caderno Mundo 2 (com adaptações).

 

Isso também pode lhe interessar:
  Redação: como fazer uma boa introdução?

Considerando que o fragmento de texto acima tem caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo acerca do tema a seguir.

A CIVILIZAÇÃO CONTEMPORÂNEA E O TERRORISMO Ao elaborar seu texto, aborde, necessariamente, os seguintes aspectos:

  •  11 de Setembro de 2001 e a nova escalada terrorista; [valor: 4,00 pontos]
  •  Estado Islâmico: intolerância e agressividade; [valor: 4,00 pontos]
  •  a reação mundial ao terrorismo. [valor: 4,00 pontos]

Redação Cespe/Unb: como começar?

Leia o texto motivador e identifique as palavras principais, ou seja, as palavras chaves. A partir da proposta da banca, comece a desenvolver o seu texto. Seja simples, objetivo e responda ao que está sendo pedido. Desenvolva as suas ideias e use argumentos coerentes.

Treine redação

Não espere o edital ser divulgado para começar a fazer redação. Separe no seu planejamento e tenha o hábito de praticar a escrita toda semana. Quanto mais temas trabalhar, melhor.

Uma boa redação Cespe/Unb envolve o desencadeamento de ideias adequadas, coerentes e coesas. É necessário saber introduzir e responder os temas que forem pedidos para desenvolver uma linha de raciocínio.

Confira o e-book GRATUITO com questões comentadas do Cespe/Unb.

Para começar a treinar redação com antecedência, conheça o curso Oficina de Redação para  Polícia Federal com a professora Flávia Rita. Nas aulas são trabalhados vários temas e você ainda conta com correção detalhada, para identificar os seus pontos fracos e fortes.

Assista a uma aula GRATUITA e conheça o curso, agora!

Já começou a sua preparação para o concurso PF? Qual cargo vai tentar?