fbpx
Verbos no subjuntivo

Verbos no subjuntivo

Equipe Flávia Rita

Verbos no subjuntivo costumam ser uma dificuldade na vida de quem usa a Língua Portugesa. Não é raro ver a flexão verbal desrespeitar a norma culta, assim como muitos erros decorrem da falsa compreensão sobre o uso do modo verbal. Mas afinal, quando você deve usar o subjuntivo? Vamos entender agora!

Tempos e modos verbais

Os verbos são palavras utilizadas para exprimir uma ação, seja praticada (sujeito ativo), seja sofrida pelo sujeito (sujeito paciente).

A ideia expressa pelo verbo identifica, pela própria forma verbal, o tempo e o modo da ação. Isso significa que, apenas pela sua terminação, é possível saber o momento em que a ação é realizada. A isso, chama-se tempos verbais.

Por outro lado, o verbo também traduz uma noção relativa ao modo como o emissor transmite sua mensagem. Trata-se, aqui, dos conhecidos modos verbais.

Vamos ver cada um desses mais detalhadamente.

Tempos verbais

Em termos gerais, tempos verbais correspondem ao recurso gramatical responsável por delimitar o momento em que alguém pratica uma ação. Nesse sentido, são eles classificados em três grandes grupos:

  • pretérito;
  • presente;
  • futuro.

Como você deve já imaginar, o pretérito é utilizado para exprimir uma ideia de algo que já aconteceu, ou seja, que está no passado em relação ao emissor. O presente, por sua vez, traduz uma ideia que está ocorrendo. Finalmente, o futuro trata das ações a serem praticadas em um momento vindouro.

Esses tempos verbais são ainda divididos em categorias menores, responsáveis por delimitar ainda mais a ação em um momento específico. Essas subdivisões, contudo, não são constantes, uma vez que variam de acordo com o modo utilizado pelo emissor.

Assim, o verbo, no modo indicativo, poderá expressar uma ideia em cinco momentos distintos:

  • no pretérito, que poderá ser perfeito, imperfeito ou mais que perfeito;
  • no presente;
  • e no futuro, dividido em futuro do pretérito e futuro do presente.

Confira os seguintes exemplos:

Eu lhe disse para não fazer iso. (pretérito perfeito do indicativo)

Maria comprava de tudo para a sua filha. (pretérito imperfeito do indicativo).

Ele nascera a 1000 anos atrás. (pretérito mais que perfeito do indicativo).

Marcos sempre conta boas histórias. (presente do indicativo).

Julia viajará para a Tailândia. (futuro do presente do indicativo)

Manuel pensaria no assunto. (futuro do pretérito do indicativo). 

Tempos dos verbos no subjuntivo

Por outro lado, quando o verbo for empregado no subjuntivo, ele poderá assumir apenas três formas verbais:

  • o pretérito;
  • o presente; e
  • o futuro.

Confira:

Se eu lhe dissesse apenas o que você gostaria de escutar… (pretérito do subjuntivo)

Caso eu saia com ela, você poderá me chamar a atenção. (presente do subjuntivo)

Quando eu me casar, serei muito feliz. (futuro do subjuntivo)

Modos verbais

Diferentemente dos tempos verbais, que identificam a ação ao longo do tempo, os modos verbais distinguem uma modalidade na mensagem.

Aqui, também são separados três modos de se expressar uma ação:

  • o indicativo;
  • o subjuntivo; e
  • o imperativo.

O indicativo corresponde àquele responsável por expressar uma certeza. Isso quer dizer que não paira qualquer dúvida sobre a ocorrência de um fato, esteja ele no passado, no presente ou no futuro. Confira:

Falo sempre com ele para não ser tão impetuoso. 

Sempre lhe recomendei paciência. 

O professor ensinara-lhe tudo que poderia precisar. 

O imperativo, por sua vez, equivale a um comando ou uma ordem dada pelo emissor. Por exemplo:

Traga-me as caixas, por favor?

Vocês da sala ao lado, não façam tanto barulho!

Ligue-me quando quiser. 

Verbos no subjuntivo

Os verbos no subjuntivo são sempre empregados para exprimir uma incerteza, uma noção de dúvida, uma hipótese ou uma concessão, uma indignação ou um desejo.

Nesse sentido, sua ideia será dependente de outra, ou, em termos sintáticos, sua oração será, normalmente, subordinada a outra principal. Conforme os gramáticos Celso Cunha e Lindley Cintra, em sua Nova Gramática do Português Contemporâneo (p. 479-480):

Ao empregarmos o modo subjuntivo, é completamente diversa a nossa atitude [em relação ao modo indicativo]. Encaramos, então, a existência ou não existência do fato como uma coisa incerta, duvidosa, eventual ou, mesmo, irreal.

[…]

Como o próprio nome indica, o subjuntivo (do latim subjunctivus “que serve para ligar, para subordinar”) denota que uma ação, ainda não realizada, é concebida como dependente de outra, expressa ou subentendida.

Do emprego de verbos no subjuntivo

É interessante destacar, porém, que, não obstante os verbos no subjuntivo serem empregados, por excelência, em orações subordinadas, há quem entenda possível seu uso em orações princípais ou em formato absoluto, isto é, e período simples. Seriam, por exemplo, casos como:

[Que] Chovam lágrimas de alegria!

Que eles voltem sempre, sempre que quiserem…

Seja você a minha rainha. 

Talvez Marcela lhe chamasse mais tarde para conversar. 

A conjungação de verbos no subjuntivo

A conjugação dos verbos no subjuntivo segue um padrão específico, a depender da terminação verbal. Assim, no presente do subjuntivo, os verbos terminados em:

  • -AR, o radical será acrescido das letras
Eu (radical)

+

-e
Tu (radical) -es
Ele/Ela (radical) -e
Nós (radical) -emos
Vós (radical) -eis
Eles/Elas (radical) -em
  • -ER, o radical será acrescido das letras
Eu (radical)

+

-a
Tu (radical) -as
Ele/Ela (radical) -a
Nós (radical) -amos
Vós (radical) -ais
Eles/Elas (radical) -am
  • -IR
Eu (radical)

+

-a
Tu (radical) -as
Ele/Ela (radical) -a
Nós (radical) -amos
Vós (radical) -ais
Eles/Elas (radical) -am

Treinando alguns verbos no subjuntivo

Vamos treinar um pouco o uso dos verbos no subjuntivo, de forma a fixarmos melhor o assunto e entendermos como ele vem sendo cobrado nas provas de concursos públicos.

Questão 01 (FURB. 2019 – ADAPTADA) Confira o seguinte trecho:

O concerto das bandas regionais integrou a programação dos eventos realizados em razão do aniversário da cidade, comemorado no mês de outubro. A programação segue até o final do mês que vem.

No texto, “segue” está sendo usado no presente do indicativo. Assinale a alternativa em que o verbo SEGUIR esteja conjugado na terceira pessoa do singular do presente do subjuntivo:

A) segue

B) sigas

C) seguisse

D) segues

E) siga

Questão 02 (Cespe/Cebraspe. 2021 – ADAPTADA) Na frase “o ano que está começando espera que as pessoas sejam melhores”, a forma verbal “seja” está no modo subjuntivo e foi empregada em uma oração que expressa

A) desejo.

B) dúvida.

C) condição.

D) surpresa.

E) concessão.

Questão 03 (FCC. 2014 – ADAPTADA) Leia o trecho a seguir:

Por mais que os mais velhos afirmemos que a educação para a cidadania “supõe a boa convivência no espaço público”, não temos conseguido praticar tal ensinamento.

Os tempos e os modos verbais manterão entre si uma correlação adequada caso as formas sublinhadas sejam substituídas, na ordem dada, por:

A) afirmássemos − supusesse − teremos

B) afirmamos − suponha − teríamos

C) afirmamos − suporia − teremos

D) tenhamos afirmado − supusesse − tínhamos

E) afirmássemos − suporia − teríamos

Questão 04 (FCC. 2018 – ADAPTADA) Leia o trecho abaixo:

E o hábito de sofrer, que tanto me diverte,

é doce herança itabirana.

Caso se atribua sentido hipotético aos versos acima, os verbos sublinhados deverão adotar a seguinte forma:

A) divertisse − seria

B) divertia − fosse

C) divertia − era

D) divertiria − seria

E) divertisse − era

Questão 05 (FCC. 2016 – ADAPTADA)  Leia o trecho abaixo:

Seja porque a interpretação estava errada…

O verbo flexionado nos mesmos tempo e modo que o da frase acima está em:

A) … sobre como a generalização da internet iria…

B) … da mesma forma que turistas acumulam inutilmente imagens…

C) O fenômeno Pokémon Go tem provocado uma série de situações…

D) … que a internet ativasse os usos do espaço urbano…

E) … sistema de entregas de produtos que nascia…

Gabarito

1-E; 2-A; 3-E; 4-D; 5-E.

Alguma dúvida?

O qua achou? Simples, não é mesmo? Se ainda ficou alguma dúvida depois dessa explicação, você pode nos contar nos comentários! Além disso, caso você queira ver mais conteúdo de português sobre regência verbal, redação (introdução desenvolvimento) ou pontuação, confira nossos outros textos!

Conheça o Curso de Português Gold para concurso!

Se você gostou do texto, mas ainda sente que precisa aprofundar seus estudos na Língua Portuguesa, então confera o curso Português Gold.

Ministrado pela professora Flávia Rita, referência na área de concursos públicos e exames vestibulares, esse curso irá lhe oferecer uma abordagem completa da disciplina, cobrindo as principais bancas organizadoras do país. Ele é o curso ideal para os candidatos que necessitam de um reforço completo, partindo da base da disciplina até os assuntos mais avançados.

Com certeza ele será perfeito para ajudar você a conseguir a sua aprovação!

Confira uma aula nossa para conhecer nossa metodologia:

O curso Português Gold é completo e tem TUDO o que você precisa para superar QUALQUER dificuldade no conteúdo. Conta com:

  • Teoria completa: não importa se você está iniciando os estudos, se ficou muito tempo e está retomando, ou se precisa revisar os principais conteúdos, porque a professora Flávia Rita ABORDA toda disciplina de forma direcionada.
  • Resolução exaustiva de exercício. Ou seja, você vai aprender a forma de cobrança das bancas, revisar os principais pontos e aprender a fazer exercício.
  • Livro de interpretação de textos, para você treinar. Ou seja, além da parte de gramática você vai também vai aprender, definitivamente, como interpretar os textos cobrados nos certames e gabaritar.
  • Livro de planejamento de estudo. É fundamental que a sua rotina esteja organizada, para que você possa ter um rendimento melhor nos seus estudos.
  • Simulado para avaliar o seu desempenho
  • Livro Português descomplicado: toda a teoria, além de exercícios comentados.
  • Livro de fichamento: técnica desenvolvida pela Professora Flávia Rita, para você manter todo o conteúdo na memória.

CLIQUE AQUI PARA FAZER A SUA MATRÍCULA E APRENDER DE UMA VEZ O PORTUGUÊS PARA CONCURSO

Deixe seu Comentário

Comentários

CONTINUE LENDO