/A importância de se estudar português antecipadamente


A importância de se estudar português antecipadamente

228

por: Equipe Flávia Rita

Você sabe da importância de uma preparação de longo prazo; sabe da necessidade de se dar tempo para fixar os conteúdos mais complexos… mas, ainda assim, deixa algumas matérias para a última hora. Aqui, vamos ver por que estudar português antecipadamente e como isso pode colaborar para a sua aprovação e, consequentemente, sua posse! Vamos lá?

A IMPORTÂNCIA DE UMA PREPARAÇÃO DE LONGO PRAZO

Qualquer um que já teve que estudar para uma prova, já sentiu o desejo de ter começado mais cedo. O volume de informações, o pouco tempo dedicado ao treino por meio de questões e a dificuldade de fixar os detalhes dos diferentes conteúdos pesam nas vésperas do exame, o que torna a preparação antecipada um verdadeiro diferencial.

Uma preparação de longo prazo permite ao candidato não só cobrir todo o conteúdo do edital, mas, principalmente, ter tempo para revisá-lo e praticá-lo com questões, o que aumentará a qualidade da fixação das matérias e permitirá uma adaptação aos modos de cobrança das bancas.

POR QUE COMEÇAR ANTES?

Alguns concursos trazem um conteúdo programático extenso, de maneira que a preparação com poucos meses para a prova não se mostrará adequada à aprovação. Quando se dá início à preparação antes da publicação do edital, o aluno terá mais tempo para assimilar as matérias, mas, mais importante, terá mais tempo para entender quais são os conteúdos mais relevantes para a prova, sendo usualmente cobradas pela banca organizadora.

Além disso, iniciar os estudos antecipadamente permite ao candidato se organizar melhor, com a separação das horas de estudo sem o comprometimento de outras atividades diárias indispensáveis. A partir disso, a pressão diária que normalmente muitos candidatos se impõe será minimizada e a aprendizagem se dará de forma mais natural.

POR QUE ESTUDAR PORTUGUÊS

A disciplina de língua portuguesa é uma das mais cobradas em concursos públicos, aparecendo nas provas das mais variadas carreiras, tanto do Poder Executivo, Legislativo e Judiciário. Para se exemplificar, até mesmo carreiras essencialmente jurídicas, como a magistratura e o Ministério Público, têm começado a exigir o conhecimento de português em suas provas objetivas e discursivas.

Entretanto, a despeito do que muitos de nós achamos, português não é uma matéria que conhecemos “instintivamente”. Ao contrário, esse conhecimento que achamos possuir a partir do uso da língua no dia a dia é muitas vezes equivocado e a razão de erro nas questões de múltipla escolha. Por isso, é tão importante separar algumas horas para a disciplina, de maneira que possamos aprender as principais regras da norma culta e identificar os principais erros que normalmente cometemos.

Além disso, há dois outros fatores que pesam para uma preparação antecipada de português. O primeiro é a complexidade da matéria, que, com o elevado número de regras, torna um estudo de curto prazo pouco proveitoso, já que muitas delas não serão nem compreendidas nem corretamente absorvidas para embasarem a análise das questões objetivas. O segundo é a estratégia de prova, pois considera o rendimento dos candidatos por matéria. Se você observar, em concursos jurídicos, por exemplo, é muito comum os candidatos mais bem preparados fecharem as provas de conhecimentos jurídicos. Isso ocorre porque esses são muitas vezes embasados apenas nas leis e a leitura repetida dessas, junto com o foco em questões, promove uma familiarização com as regras e os prazos do Direito normalmente cobrados. Entretanto, isso não costuma ocorrer com a disciplina de português. Seja por razão das questões de interpretação de texto, que possuem uma análise mais subjetiva, seja porque a matéria foi negligenciada nos estudos, muitos bons candidatos não gabaritam a prova. Isso significa que o diferencial entre a aprovação e mais alguns anos de estudo pode ser exatamente a língua portuguesa!


Assim, não deixe de dar atenção necessária ao conteúdo de português, pois ele poderá ser o determinante para sua aprovação! Se esse texto foi útil para você, deixe sua opinião nos comentários! Caso queira ver algum conteúdo mais específico, não deixe de nos avisar por e-mail ou também por aqui, na seção de comentários!

Deixe seu Comentário

Comentários