fbpx

Concurso TRT-AL: banca definida! Instituto AOCP é a banca do novo edital

Equipe Flávia Rita

Foi divulgado no diário oficial da União desta sexta-feira (30/10) o extrato de contrato com a banca organizadora definida, que será o Instituto AOCP. O contrato foi assinado no dia 28 de setembro de 2022.
TRT-AL: banca Instituto AOCP definida

Conforme a autorização do concurso, disponibilizada em julho, o edital será para formação de cadastro de reserva e seguirá “os mesmos moldes do concurso do TRT-PR”.

O novo concurso do Tribunal Regional do Trabalho da 19ª região anuncia cargos para as carreiras de técnico e analista judiciário em diversas especialidades, respectivamente, para quem tem ensino médio e nível superior.

Como foi o último concurso TRT 19

O último certame TRT-AL ainda está em andamento com as inscrições até o dia 8 de julho. A banca responsável é a Fundação Carlos Chagas (FCC).

BANCA: FCC
INSCRIÇÃO: 13/06 a 08/07/2022
VAGAS: 8 + CR
CARGOS: Analista e Técnico
DATA DAS PROVAS: 14/08/2022
INTERPOSIÇÃO DE RECURSOS: 2 (dois) dias úteis

Dos cargos do último concurso TRT 19

Os Cargos/Áreas/Especialidades, a escolaridade e os pré-requisitos, o número de vagas, o valor da inscrição e a remuneração inicial são os estabelecidos a seguir.

Ensino Superior Completo:

Valor da inscrição: R$ 257,00 (duzentos e cinquenta e sete reais)
Remuneração inicial: R$ 12.455,30 (doze mil, quatrocentos e cinquenta e cinco reais e trinta centavos)

Ensino Médio Completo:

Valor da inscrição: R$ 158,00 (cento e cinquenta e oito reais)
Remuneração inicial: R$ 7.591,37 (sete mil, quinhentos e noventa e um reais e trinta e sete centavos)


Notas:
(1) Cadastro de Reserva para vagas que surgirem ou forem criadas no prazo de validade do Concurso.
(2) Reserva de vagas para candidatos com deficiência
Negros = Vagas reservadas a candidatos Pardos

Das provas do último concurso TRT 19

O Concurso constará das seguintes provas:

Para todos os Cargos/Áreas/Especialidades, as provas de Conhecimentos Gerais e de Conhecimentos Específicos constarão de questões objetivas de múltipla escolha (com cinco alternativas cada questão).
A Prova Discursiva-Redação, para todos os Cargos/Áreas/Especialidades, será realizada no mesmo dia e horário das Provas Objetivas, conforme disposto no Capítulo 8 deste Edital.

DA PRESTAÇÃO DAS PROVAS

As Provas Objetivas e a Prova Discursiva-Redação serão realizadas na cidade de Maceió-AL, com previsão de aplicação para o dia 14/08/2022, nos seguintes períodos:

a) no período da MANHÃ: para o cargo de Técnico Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade: Tecnologia da Informação;
b) no período da TARDE: para o cargo de Analista Judiciário – Área Apoio Especializado – Especialidade: Tecnologia da Informação.

DA PROVA DISCURSIVA-REDAÇÃO

Na Prova Discursiva-Redação, o candidato deverá desenvolver texto dissertativo-argumentativo a partir de proposta única, sobre assunto de interesse geral não atrelado necessariamente ao Conteúdo Programático de Conhecimentos Específicos referido no presente Edital.

A Prova Discursiva-Redação tem o objetivo de avaliar a proficiência em Língua Portuguesa em sua modalidade escrita, considerando a capacidade de compreender e expor argumentos com clareza, concisão, precisão, coerência e objetividade a respeito do tema e com base nos textos de apoio propostos, avaliando inclusive a correção gramatical.

Considerando que o texto constitui uma unidade, os itens discriminados a seguir serão avaliados em estreita correlação, do que não decorre proporcionalidade na atribuição dos pontos para cada um deles:

1 Conteúdo – até 4,0 (quatro) pontos:

a) perspectiva adotada no tratamento do tema;
b) capacidade de análise e senso crítico em relação ao tema proposto;
c) consistência dos argumentos, clareza e coerência no seu encadeamento.

2 Estrutura – até 3,0 (três) pontos:

a) respeito ao gênero solicitado;
b) progressão textual e encadeamento de ideias;
c) articulação de frases e parágrafos (coesão textual).

A nota de Estrutura será prejudicada, proporcionalmente, caso ocorra, em relação ao Conteúdo, abordagem tangencial, parcial ou diluída em meio a divagações e/ou colagem de textos e de questões apresentados na prova.

3 Expressão – até 3,0 (três) pontos:

A avaliação da expressão não será feita de modo estanque ou mecânico, mas sim de acordo com sua estreita correlação com o conteúdo desenvolvido.
A avaliação será feita considerando-se:

a) desempenho linguístico de acordo com o nível de conhecimento exigido;
b) adequação do nível de linguagem adotado à produção proposta e coerência no uso;
c) domínio da norma culta formal, com atenção aos seguintes itens: estrutura sintática de orações e períodos,
elementos coesivos; concordância verbal e nominal; pontuação; regência verbal e nominal; emprego de pronomes; flexão verbal e nominal; uso de tempos e modos verbais; grafia e acentuação

Como foi cobrada a Língua Portuguesa no último concurso TRT 19

  1. Domínio da ortografia oficial.
  2. Emprego da acentuação gráfica.
  3. Emprego dos sinais de pontuação.
  4. Emprego do sinal indicativo de crase.
  5. Flexão nominal e verbal.
  6. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação.
  7. Domínio dos mecanismos de coesão textual.
  8. Emprego de tempos e modos verbais.
  9. Vozes do verbo.
  10. Concordância nominal e verbal.
  11. Regência nominal e verbal.
  12. Morfossintaxe.
  13. Redação (confronto e reconhecimento de frases corretas e incorretas).
  14. Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados.
  15. Reconhecimento de tipos e gêneros textuais.
  16. Figuras de linguagem.
  17. Discurso direto, indireto e indireto livre.
  18. Adequação da linguagem ao tipo de documento

 

CONTINUE LENDO