/7 dicas de figura de linguagem que vão cair na sua prova!


7 dicas de figura de linguagem que vão cair na sua prova!

258

por: Equipe Flávia Rita

Tema recorrente nas provas de concurso público, figuras de linguagem é um conteúdo que exige muita atenção por parte do candidato. Não é à toa que muitos confundem metáfora com metonímia, ou não se recordam do que seria elipse.

É um conteúdo que faz a diferença para quem consegue acertar na prova, pois poucas estudam ou conhecem. Neste post, você vai conhecer as 7 figuras de linguagens de concurso mais comuns cobradas pelas organizadoras de concurso público. Vamos lá?

Metáfora

Metáfora é uma das figuras de linguagens de concurso mais cobradas e consiste em empregar um termo com significado diferente do habitual, ou seja, em uma relação de similaridade entre o sentido próprio e o figurado.

Desta forma, a metáfora pode ser vista como uma comparação em que o conectivo comparativa fica, geralmente, subentendido.

Exemplo:

  • A  Amazônia é o pulmão do mundo
  • Toda saudade é um capuz transparente

Metonímia

Essa figura de linguagem de concurso  explora uma relação lógica entre os termos. É uma transposição de significado, ou seja, uma palavra que usualmente significa uma coisa passa a ser usada com outro. Como assim?

O autor pela obra

  • Todos gostam de ler Jorge Armado
  • Monet está sendo exibido no Brasil

O efeito pela causa e vice-versa

  • Viver do trabalho
  • Ela é a felicidade dos pais

Elipse/zeugma

Uma das figuras de linguagem de concurso que mais confundem os candidatos. Você se recorda da diferença entre cada uma? A elipse é a omissão de um termo que pode ser facilmente identificado pelo contexto:

  • Cheguei cedo hoje! ( omissão do eu)

Zeugma:

É a elipse de um termo que já apareceu antes

  • Ele prefere cinema;eu, teatro ( omissão de prefiro)

Sugiro que você escreva no seu resumo as diferenças entre zeugma e elipse.

Antítese

Essa figura de linguagem de concurso é a aproximação de termos contrários , ou seja, palavras que se opõem pelo sentido.

Observe:

  • Os jardins têm vida e morta
  • É dor que desatina sem doer

Ironia

Consiste em um termo em sentido oposto ao usual, obtendo-se, com isso, efeito crítico ou humorístico:

  • Aquele era mesmo um gênio: conseguiu passar da segunda série

Prosopopeia ou personificação

É uma das principais figuras de linguagem de concurso em que consiste em atribuir a seres inanimados predicativos que são próprios de seres animados.

  • O jardim olhava as crianças sem dizer nada
  • A lua banha a solitária estrada

Conseguiu compreender melhor as figuras de linguagem de concurso? Faça um resumo com as principais dicas para você não se esquecer de nenhum detalhe. Para ajudar a aumentar a sua produtividade nos estudos, a professora Flávia Rita elaborou um curso exclusivo e GRATUITO de técnicas de estudo para concurso público. Confira!

Qual figura de linguagem você tem mais dificuldade para identificar na prova? Envie o seu comentário e não se esqueça de compartilhar estas dicas nas suas mídias sociais. Bons estudos!

 

Deixe seu Comentário

Comentários