fbpx

“Haja vista” ou “Haja visto”?

Equipe Flávia Rita

Entenda agora qual a forma correta da locução "haja vista" e não cometa mais esse erro que pode custar a sua vaga no concurso dos seus sonhos.
HAJA VISTA

Conheça nosso curso Português Total para gabaritar as questões de Português do seu próximo concurso!

Uso do apóstrofo em plurais de siglas!

APROVEITE E ADQUIRA O CURSO COM 30% DE DESCONTO!

 

Não é incomum escrever um texto e, no momento da concordância, ficar com aquela dúvida: a expressão “haja vista” deve concordar com o termo que a segue? Vamos entender como empregar essa expressão corretamente para que você não perca mais pontos em suas provas.

“Haja vista” ou “haja visto”? Qual a forma correta?

A expressão “haja vista” é composta pelo verbo “ver” no particípio. Essa forma nominal, em razão de, algumas vezes, exercer a função de um nome, poderá variar em gênero (masculino e feminino) e número (singular e plural). Nesse caso, a concordância se dará com o nome ao qual se relaciona.

Dito isso, é de se imaginar que, estando o verbo no particípio, ele deveria variar de modo a concordar com o nome ao qual se liga, certo? Infelizmente, não. Aqui temos um caso específico que excepciona a concordância dessa locução conjuntiva.

Segundo a gramática normativa da Língua Portuguesa, a construção “haja vista” é invariável. Isso significa que ela não será flexionada em gênero ou número pelos elementos a que se vincula.

Trata-se de uma regra interessante, pois locuções verbais com verbo no particípio (ex.: tenho pensado, foi feito, está dito), normalmente, apresentam a forma nominal fixa no gênero masculino. Na expressão em comento, contudo, tem-se a fixação normativa do particípio na forma feminina singular. Portanto, o emprego do verbo “haver” flexionado em número ou do verbo “ver” flexionado em gênero ou número estará errada.

Veja os seguintes exemplos:

  • Nenhum problema seria resolvido, hajam vistas as prioridades do governo. (ERRADO)
  • Nenhum problema seria resolvido, haja vista as prioridades do governo. (CORRETO)
  • Não conseguirei ir jantar com Carlos, hajam visto o trabalho que ainda tenho por terminar. (ERRADO)
  • Não conseguirei ir jantar com Carlos, haja vista o trabalho que ainda tenho por terminar. (CORRETO)

Classe gramatical da expressão “Haja Vista”

Tendo esclarecido a correta ortografia da expressão, cabe entender como utilizá-la nos textos. Em termos de classificação morfológica, “haja vista” é considerada uma locução conjuntiva subordinativa causal. Isso significa que ela estabelecerá uma relação de causa entre as orações. Por esse motivo, apresentará valor equivalente a outras locuções conjuntivas causais, como “devido a”, “por conta de”, “por causa de”. Da mesma maneira, terá um sentido equivalente a, entre outros, “porquanto, “visto que” e “uma vez que”.

No sentido de “tendo em vista”, “basta ver”, “considerando-se”, “tendo em conta”, a forma correta da expressão é “haja vista”. Trata-se de uma locução que não admite flexão de gênero.

  • Veja:

A situação da educação pública tende a se agravar, haja vista o descaso das autoridades.

Haja vista os últimos acontecimentos, é possível que as provas finais sejam adiadas.

Quando a expressão está seguida de palavra plural, alguns poucos autores legitimam o uso de “hajam vista” em caráter facultativo.

  • Veja:

Haja vista/Hajam vista os problemas do rapaz, ele precisou ser medicado.

A locução “haja visto” também existe na nossa língua. Trata-se de uma forma verbal composta, equivalente a “tenha visto”. Nesse caso, a locução é formada pela 3.ª. pessoa do singular do presente do subjuntivo do verbo “haver”, seguida do particípio do verbo “ver”.

Podemos encontrar registros, embora não tão frequentes, da expressão “haja visto” em construções como estas:

Espero que ela haja visto o meu comunicado.
(=Espero que ela tenha visto o meu comunicado.)

Desejo que ele haja visto o meu bilhete.
(=Desejo que ele tenha visto o meu bilhete.)

Vale ressaltar que, na língua corrente, o uso mais comum é do auxiliar “ter” no lugar de “haver”, embora a norma culta valide os dois verbos.

 

Treinando…

Agora que você entendeu como usar a locução conjuntiva “haja vista”, veja como ela pode aparecer nas suas questões de concurso. Separamos uma que representa a maneira como as bancas organizadoras, em geral, costumam cobrar a matéria.
Questão. No que se refere à concordância, assinale a alternativa INCORRETA:
  • Cancelamos a excursão, haja visto o vendaval.
  • Mais de um funcionário foi contratado.
  • Aquela dupla parecia cantar bem.
  • Os Estados Unidos estão localizados na América do Norte.
  • Mais de uma professora foi agredida pelo aluno.

GABARITO: Letra A.

COMENTÁRIO: A letra A é o gabarito da questão, pois o enunciado pediu a alternativa incorreta. Como ela empregou a locução conjuntiva de forma inadequada, concordando o particípio do verbo “ver” com o nome “o vendaval”, ela incorreu em erro gramatical. Viu como saber o correto uso da expressão pode facilitar sua vida na hora da prova?

Gostou do post? Compartilhe com os seus amigos nas redes sociais. Muito sucesso e bons estudos!

____________________________________________________________________________________________________________________

CONTINUE LENDO