/Perfil da banca Dédalus Concursos


Perfil da banca Dédalus Concursos

116

por: Equipe Flávia Rita

Então você está estudando para concursos públicos e a sua prova ser organizada pela Dédalus Concursos? Foi pego de surpresa e não conhece a banca ou não sabe como é o perfil de suas questões? Então siga lendo para conhecer o perfil da banca e gabaritar sua prova de português! Além disso, você poderá treinar com algumas questões comentadas!

A BANCA – DÉDALUS CONCURSO

Dédalus Concursos é uma organizadora responsável por diversos concursos municipais, estaduais e federais.

Embora tenha organizado a prova do Tribunal Regional do Rio Grande do Norte, não é uma banca tradicional na realização de provas para cargos federais.

Por se tratar de uma banca menor, especializada em concursos municipais, suas provas costumam trazer mais questões de conhecimentos gerais, como língua portuguesa, matemática, raciocínio lógico matemático e informática.

PERFIL DA PROVA DE PORTUGUÊS NA BANCA DÉDALUS

A prova de português dá preferência para os conteúdos de gramática normativa, com preferência para as questões de análise sintática, nas quais os alunos deverão examinar diferentes estruturas oracionais e identificar a função desempenhada por termos destacados.

  • Questões a respeito dos corretos empregos do que/se são recorrentes e variam desde a função sintática desempenhada pelas partículas até a sua classificação morfológica.
  • Questões de verbos são também recorrentes, porém, de forma articulada à sintaxe textual, ou seja, com questionamento acerca da regência e da concordância.
  • Há cobrança de período composto, a partir da classificação da oração em trechos destacados.
  • Questões de interpretação de texto são cobradas, porém em quantidade menor. Trechos do texto base são recorrentemente utilizados em questões de gramática.
  • Ortografia e acentuação são cobradas, porém também não são predominantes.
  • Costuma-se cobrar vocabulário, com questões de substituição de palavras. Entretanto, não é parte majoritária da prova.

Se você está começando agora e precisa reforçar o conteúdo de língua portuguesa, então confira nosso curso Português Total.

ÚLTIMAS QUESTÕES APLICADAS PELA DÉDALUS CONCURSOS

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018)A solidariedade entre o verbo e o sujeito, que ele faz viver no tempo, exterioriza-se na concordância (…)” (Celso Cunha e Lindley Cintra). Há erro de concordância verbal na seguinte frase:

a) Tu és quem respira por mim.

b) Ainda assim, restava cerca de cem trabalhadores.

c) Uma porção de moleques me olhavam admirados.

d) A maior parte deles já não vai à fábrica.

 Gabarito: Letra B

Comentário: A letra A apresenta-se conforme as regras de concordância, pois os verbos estão de acordo com o número de sujeitos. A letra B incorre em erro na flexão do verbo “restar” com o sujeito plural “cem trabalhadores”, já que em expressões de quantidade aproximada (cerca de, por volta de, mais que…) a concordância se faz com o numeral. Na letra C, o verbo “olhar” está corretamente flexionado, uma vez que, por se tratar de expressão partitiva, concorda com o termo mais próximo – “moleques”. A letra B, tal como a anterior, apresenta flexão verbal conforme a norma culta.

 (Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) Analise o trecho abaixo retirado do Texto. É correto afirmar que nele há um período: “A sala de operações estava escura, e todos estavam usando óculos 3D.”

a) Simples, formado por uma oração coordenada assindética.

b) Composto, formado por uma oração coordenada assindética e duas orações coordenadas sindéticas.

c) Composto, formado por duas orações coordenadas.

d) Composto, formado por uma oração coordenada e uma oração subordinada.

 Gabarito: Letra C

Comentário: A letra A traz análise incorreta do período, pois ele é formado por duas orações coordenadas sindéticas ligadas pelo conector aditivo “e”. A letra B está errada porque há apenas duas orações coordenadas. A letra C é o gabarito da questão, já que apresenta análise adequada do período. A letra D erra ao considerar a presença de uma oração subordinada.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) Sobre a crase utilizada no trecho abaixo, é correto afirmar que: “… estava à vista.” (linhas 3 e 4).

a) É utilizada pela mesma regra que em “Iremos à sua casa mais tarde”.

b) É utilizada pela mesma regra que em “O rapaz deu àquela mulher o livro”.

c) É utilizada pela mesma regra que em “O homem esperou às margens do rio”.

d) Está incorretamente utilizada, devendo ser suprimida.

Gabarito: Letra C

Comentário: A letra A não apresenta resposta adequada à questão, pois a crase foi empregada facultativamente devido à regência verbal seguida de pronome demonstrativo. A letra B também não atende o enunciado, uma vez que a crase decorreu da transitividade do verbo “dar”, que exige o complemento “a” em seu objeto indireto feminino “a mulher “. A letra C é o gabarito da questão, já que se trata de, tal como o enunciado, um caso de crase decorrente da locução adverbial de núcleo feminino. A letra D erra ao considerar incabível a crase, pois seu uso é adequado à norma culta.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) “Verbos significativos são aqueles que trazem uma ideia nova ao sujeito. Podem ser intransitivos e transitivos” (Celso Cunha e Lindley Cintra). Sabendo-se que a transitividade de um verbo relaciona-se ao contexto em que está inserido, assinale a alternativa que apresenta um verbo ou locução verbal intransitiva:

a) “As tesouras e o bisturi pareciam grandes (…)” (linhas 26 e 27)

b) “Ok, vou pegar a tesoura”. (linhas 8 e 9)

c) “Lenox Hill é o primeiro hospital nos Estados Unidos (…)” (linhas 17 e 18)

d) “… os fios do cabelo raspado no couro cabeludo de Roy foram aumentando (…)” (linhas 23 a 25)

Gabarito: Letra D.

Comentário: A letra A apresenta um verbo de ligação – “parecer” – seguido de predicativo do sujeito, de modo que não se enquadra no enunciado da questão. A letra B traz um verbo transitivo direto – “pegar” -, não sendo, por isso, o gabarito da questão. A letra C, tal como a letra A, erra ao ter um verbo de ligação. A letra D é o gabarito da questão, pois o verbo “foram” mostra-se intransitivo.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018)

 “… que transforma a neurocirurgia em uma expedição imersiva” (linhas 20 e 21). Assinale a alternativa em que o termo retirado do Texto exerce a mesma função sintática que a palavra “que” sublinhada no trecho acima:

a) “à vista” (linha 4)

b) “silêncio” (linha 8)

c) “escura’” (linha 16)

d) “óculos 3D” (linha 17)

Gabarito: Letra B

Comentário: a partícula “que” foi empregada no trecho como um pronome relativo que retoma termo antecedente – “microscópio” – e exerce a função de sujeito do verbo “transformar”. Assim, a letra A está errada por trazer expressão com valor de adjunto adverbial na oração em que se encontra. A letra B é o gabarito da questão, pois o substantivo “silêncio” desempenha a função de sujeito paciente da oração, uma vez que ela se encontra na voz passiva sintética – “fez-se silêncio”. A letra C traz um predicativo do sujeito, o que não atende o comando da questão. Na letra D, por fim, observa-se um objeto direto do verbo “usar”.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) “… disse um neurocirurgião que estava de visita para assistir e aprender.” (linhas 30 e 31). No trecho acima, o verbo “disse” encontra-se no singular, pois:

a) Concorda com o sujeito simples.

b) Não apresenta um sujeito determinado.

c) Concorda com o sujeito oculto.

d) Possui um sujeito inexistente.

 Gabarito: Letra A

Comentário: O verbo “disse” concorda com o sujeito simples posposto “um neurocirurgião que estava de visita para assistir e aprender””. Desse modo, correta a afirmativa da letra A. A letra B apresenta análise equivocada, uma vez que o sujeito está presente no trecho. A letra C também não é adequada à resposta, já que o sujeito é expresso na oração. A letra D, por fim, não condiz com o texto, já que o sujeito, como visto, é existente e expresso.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) Sobre a oração “Um pano cirúrgico azul foi posto por cima do outro.” (linhas 1 e 2), assinale a alternativa correta.

a) A oração apresenta verbo na voz passiva.

b) A oração é introduzida por pronome que exerce a função sintática de sujeito.

c) A oração desempenha função de adjunto adverbial em relação à oração principal.

d) As partículas “Um” e “por” presentes na oração exercem a mesma função morfológica.

Gabarito: Letra A

Comentário: A oração apresenta uma voz passiva analítica com sujeito paciente “um pano cirúrgico azul”. Logo, correta a letra A. A letra B está errada porque não há introdução por pronome, mas por um artigo indefinido com função de adjunto adnominal. A letra C incorre em erro porque o trecho destacado corresponde à oração principal e não desempenha função de adjunto adverbial. A letra D erra ao considerar as partículas com a mesma função morfológicas, já que “um” se classifica como artigo indefinido e “por” como preposição.

 (Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) A oração abaixo relaciona-se de forma subordinada à sua oração principal. É correto afirmar que ela mantém com a oração principal determinado valor semântico caracterizado como: “… apareciam da tela tão vividamente que os observadores sentiam vontade (…)” (linhas 27 a 29)

a) Temporal.

b) Causal.

c) Consecutivo.

d) Concessivo.

 Gabarito: Letra C

Comentário: O período destacado apresenta uma estrutura subordinada consecutiva, construída a partir da conjunção “tão… que”. Assim, observa-se que o gabarito somente poderá ser a letra C, pois as outras alternativas não apresentam interpretação adequada do segmento.

 (Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) De acordo com as regras de pontuação, a vírgula imediatamente após o termo “prejudicado” do trecho abaixo é de uso:

“… tinha o fluxo sanguíneo do lado esquerdo do cérebro prejudicado, e Langer estava prestes a realizar uma cirurgia (…)” (linhas 10 a 13)

a) Obrigatório, para isolar um elemento denotativo.

b) Facultativo, para isolar um adjunto adverbial deslocado.

c) Obrigatório, para isolar uma conjunção.

d) Facultativo, para isolar uma oração coordenada.

Gabarito: Letra D

Comentário: A vírgula empregada imediatamente após a palavra “prejudicado” separa orações coordenadas sindéticas ligadas pela conjunção coordenativa aditiva “e”. Desse modo, o gabarito é a letra D, por ser a única que apresenta análise correta da regra de pontuação.

 (Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) Mantendo-se o sentido original e a relação sintática entre as palavras, o termo sublinhado no trecho abaixo poderia ser corretamente substituído pela expressão:

“… disse o Dr. David J. Langer, presidente de neurocirurgia do Hospital Lenox Hill em Manhattan, que faz parte da Northwell Health.” (linhas 5 a 7)

a) Por que.

b) Do qual.

c) O qual.

d) Porque.

Gabarito: Letra C

Comentário: O termo sublinhado é um pronome relativo que desempenha a função de sujeito da oração em que se encontra (Hospital Lenox Hill faz parte da Northwell Health). Logo, não pode ser substituído por expressão preposicionada, de modo que a única alternativa possível é a letra C.

 (Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018)

As vírgulas presentes na frase “Pois eu caçava, visgava, alçapava.” (Luandino Vieira, JV, 74.) são utilizadas pelo autor com o objetivo de:

a) Indicar a continuidade de uma ação ou fato.

b) Isolar expressão de valor meramente explicativo.

c) Representar na escrita hesitações comuns da língua falada.

d) Separar orações coordenadas assindéticas.

 Gabarito: Letra D

Comentário: A oração apresenta vírgulas que separam orações coordenadas assindéticas, uma vez que inexistem conjunções entre os verbos. Portanto, a resposta correta é a letra D.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) Analise a frase a seguir: Ansiado, agarrou-se à árvore.” (Manuel da Fonseca, FC, 126). Acerca do trecho sublinhado, é correto afirmar que:

a) Caracteriza-se como uma oração reduzida de infinitivo que, ao ser desenvolvida, apresenta sujeito indeterminado.

b) Representa o complemento de um verbo transitivo indireto por meio de uma oração substantiva objetiva indireta reduzida de infinitivo.

c) É uma oração reduzida por particípio de valor adverbial que denota alguma circunstância do fato expresso pala oração principal, ou intensifica o sentido desta.

d) A oração em destaque tem valor adjetivo; não a encabeça, porém, o pronome relativo “que”, nem seu verbo se apresenta numa forma finita, mas na do infinitivo pessoal.

Gabarito: Letra C

Comentário: A letra A está errada, pois o trecho sublinhado corresponde a uma oração reduzida de particípio com valor adverbial e não uma oração reduzida de infinitivo. A letra B erra na classificação, pois não representa um complemento verbal nem uma oração substantiva objetiva direta reduzida de infinitivo. A letra C está correta e é o gabarito da questão. A letra D está errada ao considerar o verbo em sua forma infinitiva pessoal, já que ele se encontra na forma particípia.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) Levando-se em consideração os conceitos de frase, oração e período, é correto afirmar que o trecho abaixo retirado do Texto é considerado um (a):

A expectativa é que o México, pressionado pelas mudanças americanas, entre na fila.” (linhas 20 a 22)

a) Frase, uma vez que é composta por orações coordenadas e subordinadas.

b) Período, composto por três orações.

c) Oração, pois possui sentido completo.

d) Período, pois é composto por frases e orações.

 Gabarito: Letra B

Comentário: O trecho destacado apresenta três verbos, de maneira que é composto por três orações, organizados em uma oração principal e uma subordinada. Assim, descartada a letra A, pois não há relação de coordenação no segmento. Correta a letra B, pois identifica as três orações. Afastada a letra C, uma vez que, como dito, há três orações no período. Por fim, está errada também a letra D, pois altera a classificação dos termos.  

 (Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) Em “… se esforça para não promover uma nova rodada de aumento de impostos (…)” (linhas 5 e 6), a partícula “se” é utilizada com o fim de:

a) Indeterminar o sujeito da oração em que se insere.

b) Complementar o sentido do verbo.

c) Ressaltar o sujeito da oração em que se insere.

d) Integrar o verbo de forma pronominal.

 Gabarito: Letra D.

Comentário: A partícula “se” foi empregada no trecho como uma parte integrante do verbo, já que ele atua como complemento pronominal. Desse modo, o gabarito é a letra D, que apresenta interpretação correta da função do “se”.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018)  “Um número cada vez maior de países corta tributos para atrair empresas dispostas a produzir em seus territórios.” (linhas 2 a 4). Analisando-se o trecho acima retirado do Texto, é correto afirmar que:

a) Possui uma oração principal que se encontra na voz passiva e sua alteração para a voz ativa resulta em uma oração com sujeito indeterminado.

b) O verbo da oração subordinada conclusiva concorda em número e pessoa com seu sujeito oculto.

c) A preposição “a” é exigida pela regência nominal de palavra anterior.

d) A palavra “para” classifica-se como uma conjunção integrante.

Gabarito: Letra C

Comentário: A letra A está incorreta, pois não há voz passiva no trecho analisado. A letra B é falsa, uma vez que não há oração conclusiva, mas, sim, subordinada adverbial final. A letra C está correta, já que a preposição “a” segue a regência nominal da palavra “disposta”. A letra D está errada, dado que a palavra “para” atua como uma conjunção subordinativa final na oração.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018)  “Inclui Japão, Grécia, Bélgica e Reino Unido.” (linhas 19 e 20). Analisando sintaticamente o período acima, pode-se afirmar que o sujeito do verbo existente é:

a) Elíptico.

b) Composto.

c) Oracional.

d) Inexistente.

Gabarito: Letra A

Comentário: A letra A está certa, pois percebe-se que o sujeito do verbo é oculto, também chamado de sujeito elíptico, correspondendo à “Lista” – A lista de nações que já anunciaram a intenção de reduzir os tributos corporativos nos próximos dois anos é diversificada. Inclui Japão, Grécia, Bélgica e Reino Unido”. Logo, as demais alternativas mostram-se incorretas, pois não oferecem proposta adequada de sujeito.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) A forma verbal no trecho do Texto “… nos próximos dois anos é diversificada.” (linhas 18 e 19) encontra-se transformada para a voz passiva na seguinte alternativa:

a) “se diversificou”

b) “diversifica-se”

c) Não é possível a transformação para a voz passiva.

d) A locução já se encontra na voz passiva.

Gabarito: Letra C.

Comentário: O trecho do enunciado refere-se ao segmento: a lista de nações que já anunciavam a intenção de reduzir os tributos corporativos nos próximos dois anos é diversificada. Observa-se que o verbo “ser” é classificado como verbo de ligação, sendo seguido pelo predicativo do sujeito. Em razão disso, é impossível a transposição para a voz passiva, uma vez que essa exige verbo transitivo direto ou transitivo direto e indireto. Assim, está correta a assertiva C, já que as demais oferecem propostas de construção da passiva.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) Acerca das partículas “que” presentes nos trechos abaixo, representadas por (1) e (2), é correto afirmar que:

A lista de nações que (1) já anunciaram a intenção de reduzir os tributos corporativos (…)” (linhas 17 e 18)

A expectativa é que (2) o México, pressionado pelas mudanças americanas, entre na fila.” (linhas 20 a 22)

a) A partícula (2) retoma uma conjunção e exerce a função de sujeito simples da oração a que pertence.

b) O elemento (2) é um termo anafórico de coesão que estabelece um elo de ligação entre duas orações.

c) A partícula (2) classifica-se morfologicamente como uma conjunção integrante.

d) O termo (1) introduz uma oração subordinada adjetiva restritiva com predicado nominal.

Gabarito: Letra C

Comentário: A letra A está errada ao dizer que a partícula “que” exerce função de sujeito simples da oração, já que esse se encontra no termo “a expectativa”. A letra B está errada, pois a partícula “que” não apresenta função anafórica no segmento. A letra C é o gabarito da questão, pois a partícula, como afirmado, é classificada como conjunção integrante. A letra D não traz análise correta, uma vez que o termo (1) introduz oração subordinada adjetiva restritiva que não exerce função de predicado nominal.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018)  “O Brasil – que amarga uma crise fiscal e se esforça para não promover uma nova rodada de aumento de impostos – corre o risco de ficar para trás, o que significaria perda de investimentos e de empregos.” (linhas 4 a 8).No período acima, há um verbo conjugado no futuro do pretérito do indicativo, o qual é empregado para:

a) Designar ações posteriores à época de que se fala.

b) Indicar uma ação que ocorreu antes de outra ação já passada.

c) Exprimir uma ação repetida ou contínua.

d) Exprimir a possibilidade de um fato passado.

Gabarito: Letra A

Comentário: O futuro do pretérito do indicativo é empregado para designar espaço temporal futuro à época do falante ou para exprimir uma suposição. Observe no trecho: “O Brasil – que amarga uma crise fiscal e se esforça para não promover uma nova rodada de aumento de impostos – corre o risco de ficar para trás, o que significaria perda de investimentos e de empregos.” O verbo foi empregado para expressar um prognóstico do futuro brasileiro. Assim, a única alternativa que traz entendimento correto das funções do tempo verbal é a letra A.

(Dédalus Concursos, Lemeprev-SP, Agente Administrativo, 2018) Assinale a alternativa em que foi utilizado o recurso da referência para a manutenção da coesão do Texto:

a) “Está em curso uma espécie de guerra fiscal global.” (linhas 1 e 2)

b) “… para atrair empresas dispostas a produzir em seus territórios.” (linhas 3 e 4)

c) “Em dezembro, os congressistas americanos aprovaram a redução da alíquota (…)” (linhas 10 e 11)

d) “Na virada do ano, a Argentina seguiu Donald Trump (…)” (linhas 14 e 15)

Gabarito: Letra B

Comentário: O emprego de formas pronominais tem como função promover a coesão sem a repetição excessiva de termos. Assim, basta procurar qual alternativa traz um pronome que retome outras palavras da oração. Nesse caso, a letra B é a única em que se percebe esse recurso, a partir do pronome possessivo “seus”, o qual retoma o nome “empresas”.


E ai? Gostou do texto? Conta pra gente nos comentários a sua opinião e se sobrou alguma dúvida da banca ou da nossa queridíssima língua portuguesa 🙂 Se quiser sugerir temas para ler por aqui, basta deixar ai embaixo também.

Deixe seu Comentário

Comentários