/Instituto AOCP: 10 temas de redação para você treinar!


Instituto AOCP: 10 temas de redação para você treinar!

2878

por: Equipe Flávia Rita

Todo concurseiro sabe a importância de conhecer o perfil da banca, para conseguir a aprovação. Cada organizadora tem a sua forma de cobrança e as suas peculiaridades. Para ajudar na sua aprovação, separamos 10 temas de redação AOCP para você treinar. Vamos lá?

AOCP: como é o perfil da banca?

O Instituto AOCP é uma associação civil, que tem caráter organizacional e que desenvolve projetos em várias áreas: cursos, concursos, educação, pesquisas, entre outros. Organiza vários editais de certames públicos como, por exemplo, o do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ), que foi divulgado recentemente. Geralmente, a banca elabora provas de múltipla escolha. Que tal conhecer alguns temas de redação AOCP?

Redação AOCP: temas cobrados

Tema 1

TRT – RJ – Técnico 

Texto I
Poema em linha reta (Álvaro de Campos)
“[…]
Toda a gente que eu conheço e que fala comigo
Nunca teve um ato ridículo, nunca sofreu enxovalho,
Nunca foi senão príncipe – todos eles príncipes – na vida…
Quem me dera ouvir de alguém a voz humana
Que confessasse não um pecado, mas uma infâmia;
Que contasse, não uma violência, mas uma cobardia!
Não, são todos o Ideal, se os oiço e me falam.
Quem há neste largo mundo que me confesse que uma vez foi vil?
Ó príncipes, meus irmãos,
Arre, estou farto de semideuses!
Onde é que há gente no mundo?
[…]”
(Fernando Pessoa. Quando fui outro. Rio de Janeiro: Objetiva, 2006.)

Texto II
A internet nos pressiona a ser feliz? Hoje a pressão por viajar e se divertir é tão grande quanto a que nossos pais sofriam por ter uma vida estável.
Outro dia, em uma conversa com amigos em um grupo de e-mails, falávamos sobre como a nossa geração está cada vez mais nômade. Temos uma obsessão por ser feliz e viajar, curtir a vida. E mostrar para todo mundo ver. Por isso há dias em que nossas timelines viram uma bela coleção de gente feliz e sem problemas eternizadas em fotos com filtros coloridos […] Se formos nos basear nas fotos dos amigos no Face ou no Instagram, parece que todos comem todo dia nos melhores restaurantes e vivem numa longa viagem ao redor do mundo. Mas eu e você sabemos que a realidade é bem menos atraente. Outro dia comentei no Facebook as fotos de viagem de uma amiga com o namorado pelo interior da Itália. Pareciam tão felizes. Lindos, no paraíso. E aí a amiga veio e me disse em particular: “na verdade foi horrível, brigamos durante a viagem inteira”. As fotos dela mentiam. Como tantas outras minhas, suas e de todos os nossos amigos mentem diariamente. Por quê?
Fragmentos: https://www.bayerjovens.com.br/pt/colunas/coluna/?materia=a-internet-nos-pressiona-a-ser-feliz

Texto III

“Talvez não exista pior privação, pior carência, que a dos perdedores na luta simbólica por reconhecimento, por acesso a uma existência socialmente reconhecida, em suma por humanidade.”
(Pierre Bourdieu, Meditações pascalianas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.)

Texto IV

Texto IV
“O valor mais característico da sociedade de consumidores, na verdade seu valor supremo, em relação ao qual todos os outros são instados a justificar seu mérito é uma vida feliz. A sociedade de consumidores talvez seja a única na história humana a prometer felicidade na vida terrena, aqui e agora e a cada “agora” sucessivo. Em suma, uma felicidade instantânea e perpétua.”
(Zygmunt Bauman. Vida para consumo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2008.)

Os excertos de textos, oferecidos como motivadores temáticos, promovem, conjuntamente, uma reflexão sobre a exposição e a busca por reconhecimento pessoal construídas com base em uma realidade pré-fabricada em aspectos tais como aparência, idealização, realização, felicidade e autoafirmação. Nesse sentido, a partir da leitura dos textos de apoio e do seu conhecimento de mundo, elabore um texto dissertativo- argumentativo em que você discuta o seguinte tema: A busca por reconhecimento pessoal na sociedade contemporânea: causas e consequências.
Selecione fatos e argumentos, relacionando-os, de modo coeso e coerente, para construir seu ponto de
vista

Tema 2

Universidade Estadual de Ciências de Saúde de Alagoas – UNCISAL

Texto I
A liberdade de expressão deve ser analisada em consonância com outros direitos fundamentais. Um deles é o direito de resposta; outro é o direito de indenização pelos danos morais e materiais sofridos no caso de violações de imagem, honra, intimidade ou privacidade. Esse é um dos motivos pelos quais a Constituição veda o anonimato com relação à livre manifestação do pensamento: numa sociedade democrática, a liberdade de expressão gera também um dever de responsabilidade com relação à manifestação emitida, na medida em que esta fira direitos fundamentais
de terceiros.
Adaptado de: <http://culturadigital.br/marcocivil/category/consulta/1-direitos-individuais-e-coletivos-eixo-1/1-2-liberdade-de-expressao/1-2-2-conflitoscom-outros-direitos-fundamentais-anonimato/>. Acesso em: 23 nov. 2017.

Texto II

A psicóloga americana Pamela Rutledge, diretora do Media Psychology Research Center (Centro de Pesquisas sobre Psicologia e Mídia), na Califórnia, avalia a agressividade de muitos “comentaristas” de redes sociais em tempos de polarização política no Brasil. Referência em um ramo recente da psicologia dedicado a estudar as relações entre a mente e a tecnologia, Rutledge ressalta que as pessoas “são as mesmas”, tanto em ambientes físicos quanto virtuais. Mas faz uma ressalva sobre a impulsividade de quem dedica seu tempo a ofender ou ameaçar pessoas nas caixas de comentários de sites de notícias e páginas de política: “Já estamos acostumados com a ideia de que nosso comportamento obedece a
regras sociais, mas ainda não percebemos que o mesmo vale na internet”.
Adaptado de: <http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/09/150831_salasocial_agressividade_internet_rs>. Acesso em: 23 nov. 2017.

Texto III

Desejo de julgar e punir

No clássico “Vigiar e Punir”, livro em que aborda as mudanças nas formas de punições aplicadas pela Justiça ao longo dos anos, o filósofo francês Michel Foucault faz referência ao pan-óptico, modelo de penitenciária que poderia ser vigiada por inteiro o tempo todo. Para o doutor em Ciências Sociais e professor da Furb, Marcos Mattedi, as redes sociais viraram uma espécie de pan-óptico virtual, onde as pessoas monitoram tudo e, como justiceiros virtuais, julgam e tentam punir seus semelhantes pelo que é publicado.

Alfabetização digital tardia

Há um tripé que explica por que a internet tem sido alvo de tantas manifestações de ódio nos últimos tempos, afirma o professor do Ibes Moisés Cardoso, doutorando em Comunicação e Linguagem. A primeira razão é a alfabetização digital tardia de parte dos usuários de redes. O segundo alicerce que sustenta esse comportamento é o algoritmo das redes sociais, que favorece a polarização: ao deixar de seguir pessoas que tenham opiniões diferentes e curtir somente o que aprova, os usuários mergulham no que é chamado de viés de confirmação – consumir e seguir pessoas que têm exatamente a mesma forma. Um terreno fértil para germinar uma possível intolerância às opiniões diferentes, que continuam existindo, e que se soma à sensação de impunidade – esta, aliás, merece um tópico à parte. Além disso, a falsa sensação de blindagem que envolve os comentários feitos na internet é o que encoraja as pessoas às mensagens de ódio. Porém, no meio eletrônico, tudo deixa rastro.
Adaptado de: <http://jornaldesantacatarina.clicrbs.com.br/sc/geral/noticia/2017/08/o-que-gera-a-onda-de-comentarios-de-odio-nas-redes-sociais-9880494.html>. Acesso em: 23 nov. 2017.

A partir da leitura dos textos de apoio e do seu conhecimento de mundo, elabore um texto dissertativoargumentativo, discutindo o seguinte tema: “Liberdade de expressão X Discursos de ódio: como utilizar adequadamente as redes sociais para emitir julgamentos e opiniões?”. Selecione fatos e argumentos, relacionando-os, de modo coeso e coerente, para construir sua opinião sobre a temática.

Tema 3

Analista Judiciária – área judiciária – TRT RJ

Carlos é Oficial de Justiça e recebeu um mandado de cumprimento para a citação da empresa Pizzaria Massas Finas Ltda., situada em um Hotel Fazenda, local não abrangido pelo serviço de entrega domiciliar de correspondência. O mandado em questão é referente a uma ação que a ex-empregada, Cristina, ingressou, no dia 10 de fev. de 2018, pleiteando verbas, com valor da causa de R$ 24.000,00 (vinte e quatro mil reais), sendo a audiência agendada para o dia 15 de mar. de 2018. Diante do exposto, responda a questão, apresentando se há alguma relação entre o estabelecimento comercial da empresa não ser abrangido por entrega domiciliar de correspondência e a citação ter sido direcionada a Carlos para cumprimento; em qual horário Carlos deve cumprir o mandado de citação; se, na hipótese de Carlos não encontrar representantes da empresa, a citação poderia ser feita por edital; e se o representante da reclamada, devidamente citado, não puder comparecer à audiência agendada, poderá se fazer substituir por um amigo.
Justifique suas respostas, pautando-se, inclusive, na Lei nº 13.467/2017.

Tema 4

Analista Judiciário – área administrativa – TRT RJ

Paulo da Costa ajuizou reclamatória trabalhista em face do Banco do Trilhão S/A. O juízo fracionou a audiência trabalhista, realizando audiência para tentativa de conciliação, que restou infrutífera. Nessa ocasião, designou audiência de instrução e julgamento para oitiva das testemunhas. O
juízo facultou às partes trazerem as testemunhas à audiência, independentemente de intimação, ou apresentar o rol respectivo em 10 dias para aquelas, a fim de que fossem intimadas pelo juízo, sob pena de serem ouvidas somente as que comparecessem. Paulo, no prazo estipulado
pelo juízo, requereu a intimação da testemunha Maria da Silva, declarando que as demais compareceriam à audiência independentemente de intimação. O Banco do Trilhão, por sua vez, nada declarou ou requereu no que se refere às testemunhas que pretendia ouvir. Por ocasião da
audiência de instrução, compareceram as testemunhas Maria da Silva, intimada pelo juízo, bem como, a convite do reclamante, Elizabete dos Santos, ex-colega de trabalho deste e que também ajuizara reclamatória em face do Banco Trilhão; compareceu, ainda, Pedro da Costa, também
ex-empregado do reclamado e irmão de Paulo. O Banco do Trilhão, por sua vez, compareceu à audiência acompanhado da testemunha Vicente Rodrigues, que foi superior imediato do reclamante, a quem este acusa de assédio moral e com o qual teve grave desentendimento durante o pacto laboral, chegando às vias de fato, sendo que, relativamente a tais fatos, houve ampla divulgação na imprensa local e há ostensiva documentação nos autos. Aberta a audiência, o advogado do reclamado requereu para que, assim que prestasse depoimento, o preposto fosse dispensado de permanecer em audiência, em razão de compromisso na empresa. Requereu, ainda, que a audiência fosse realizada a portas fechadas, apenas com a presença dos serventuários da Justiça, das partes e testemunhas, quando apregoadas. Ademais, o reclamado contraditou as testemunhas do reclamante. Quanto à testemunha Elizabete dos Santos, aduziu que esta não poderia testemunhar com isenção de ânimo em razão de também estar demandando em face do banco. Relativamente à testemunha Pedro da Costa, argumentou que, de modo algum, este poderia ser ouvido no processo, por ser irmão do reclamante. O reclamante, de seu turno, contraditou a testemunha Vicente, em virtude dos fatos narrados, enfatizando que, de forma alguma, este poderia ser ouvido no feito.

Diante dos requerimentos do reclamado no que se refere à liberação do preposto, à realização da audiência a portas fechadas, bem como das contraditas das testemunhas Elizabete e Pedro e, ainda, diante da contradita do reclamante em face da testemunha Vicente, diga como o
juízo deve deliberar à luz da legislação trabalhista, aplicável no que tange à audiência de instrução e julgamento e à prova testemunhal, fundamentando a resposta. Considere, com relação às contraditas das testemunhas por ambas as partes, que todas as alegações estão
suficientemente demonstradas nos autos. Descreva, ainda, a ordem em que, em regra, serão ouvidas as partes e as testemunhas na audiência.

Tema 5

ITEP – Instituto Técnico Científico de Perícia

Em um certo município, no meio urbano, verificou-se que, para certas vazões em períodos de chuvas, ocorre o transbordamento do canal natural de um dos rios. Foi solicitado a um engenheiro que ele argumentasse quanto às possíveis adequações do canal para combater o processo de
transbordamento. Disserte, brevemente, sobre como a utilização de dragagem, a alteração de revestimento e a retificação do canal podem contribuir para o aumento da capacidade de escoamento do canal.

Em função de uma decisão judicial, a execução de uma obra ficou paralisada por um período de 40 dias. Ao retomar as atividades, observou-se a presença de processo de oxidação nas armaduras de arranque de pilares. Em relação às armaduras de arranque, aponte quais medidas são adequadas antes da retomada da concretagem dos pilares. Cite também procedimentos que poderiam ter sido realizados para a proteção das armaduras de arranque antes da paralisação da obra.

Tema 6

TRT – TJ

Erasmo, agente público lotado no Fórum Trabalhista de Porto Real/RJ, é o responsável pela manutenção da segurança do átrio do estabelecimento, sendo a ele juridicamente possibilitada a tomada de decisões que garantam a integridade física dos demais funcionários e que preservem
o patrimônio público presente no local. Em determinado dia, adentrou no prédio um cidadão segurando um porrete em suas mãos. Trata-se de Alexandre, empresário insatisfeito com sua derrota obtida em ação trabalhista que o condenou a pagar verbas indenizatórias valorosas a
um ex-empregado de seu estabelecimento comercial. Alexandre direciona-se até o balcão da Vara Trabalhista e começa a ameaçar os servidores que ali trabalham, bem como anuncia que destruirá toda a estrutura daquela repartição. Quando Alexandre movimenta-se no sentido de
atingir um dos computadores da Vara Trabalhista com o porrete, Erasmo rapidamente intervém e o surpreende por trás, atingindo Alexandre, com uma pancada na cabeça, com seu cassetete. Alexandre imediatamente desmaia e é levado ao hospital e, horas depois, recebe alta hospitalar.
Acerca da ação de Erasmo, introduza e fundamente qual instituto jurídico penal foi utilizado por ele para justificar sua ação de lesão corporal e excluí-lo de crime, relacionando a legislação aplicável com o fato enunciado.

Tema 7

TRT – Rio de Janeiro

Sabe-se que uma subestação de energia elétrica é um conjunto de diversos equipamentos e dispositivos elétricos destinados a alterar as características da energia elétrica (tensão e corrente), permitindo a sua utilização em níveis adequados. Considerando que  o Tribunal Regional
do Trabalho da 1ª Região será transferido para uma nova sede, cujo projeto elétrico deve ser analisado pelo Analista Judiciário da Especialidade Engenharia Elétrica e que foi solicitado seu parecer sobre aspectos relacionados à subestação de energia elétrica de 500 kVA. Sabendo que
a subestação contará com dois (2) transformadores trifásicos ligados em paralelo, responda, de maneira discursiva, quais condições devem ser atendidas para que os transformadores da subestação trabalhem em condição de paralelismo e quais são as principais vantagens e
desvantagens dessa opção de paralelismo dos transformadores.

Tema 8

ITEP – Rio Grande do Norte

Um indivíduo realizou sua graduação em Ciências Biológicas, dedicando-se especialmente à disciplina de Biologia Molecular, acreditando ser esta a principal área de atuação de biólogos na investigação de cenas de crime. Contudo a perícia criminal exige de seus profissionais conhecimento de várias áreas do saber na rotina de trabalho, pois as evidências encontradas podem ser fundamentais para culpar ou inocentar um suspeito. Com base nas informações apresentadas, a quais conhecimentos de Biologia esse indivíduo precisa também se dedicar, além da famosa Biologia Molecular, pois esses conhecimentos podem, também, ser empregados em práticas de investigação?

 

O uso do DNA como prova é uma importante ferramenta de identificação na ciência forense. Nessa rotina, podem ser utilizadas técnicas de identificação como o RFLP (Restriction Fragment Length Polymorphism), ou Polimorfismo dos fragmentos de restrição do DNA, que produzem um
resultado diferente para cada indivíduo. Um perito criminal pretende utilizar essa técnica molecular na diferenciação de três amostras de DNA humano, sendo que duas delas pertencem a gêmeos idênticos. Com base nas informações expostas, apresente os procedimentos utilizados na técnica de RFLP e os resultados esperados nos perfis das três amostras utilizadas pelo perito.

Tema 9

ITEP – Rio Grande do Norte

1. Um Juiz nomeou um Perito, com habilitação profissional, para auxiliá-lo, em um processo judicial, na dissolução de uma sociedade empresarial. Discorra sobre a habilitação profissional do Perito Contador para estar apto a realizar esse trabalho.

Na prática, quando um Perito Contador é nomeado para a realização de uma perícia contábil, esta poderá ser em uma entidade pública ou privada. Discorra sobre os conhecimentos técnicos que o perito contador deve ter sobre despesa pública, citando e explicando suas categorias econômicas,
para realizar uma perícia.

Tema 10

ITEP – Rio Grande do Norte

Agricultor de 47 anos vem apresentando cefaleia, transpiração excessiva e, por último, crises convulsivas. Em anamnese, foi registrado que o mesmo estava a aproximadamente 6 meses trabalhando com aplicação de inseticida organofosforado. Esse inseticida pode ser o causador desse
quadro? Caso seja, descreva os mecanismos envolvidos nesse processo e de que forma poderia ser confirmado laboratorialmente.

 

Redação AOCP: dicas de estudo!

  • Gabaritar a prova de redação AOCP é o diferencial para a sua posse. Por isso, coloque no seu planejamento redação e tente fazer, pelo menos, 2 redações por semana.
  • A cada redação analisada verifique os seus erros, a fim de corrigi-los. Conheça os seus pontos fracos para melhorá-los.
  • Esteja atento a tudo o que acontece ao redor. Assista aos jornais, leia notícias, revistas de atualidade.
  • Domine bem o português: conheça as regras de crase, pontuação, regência verbal, concordância nominal, entre outros assuntos.
  • Leia atentamente os critérios de correção de redação AOCP ou de qualquer outra banca no edital do seu concurso.

 

Para ajudar nos seus estudos, a professora Flávia Rita elaborou um curso GRATUITO com as melhores técnicas para você otimizar a sua preparação. Confira!

Como está a sua preparação? Envie o seu comentário para a gente!

 

Deixe seu Comentário

Comentários