/5 dicas para gabaritar a Banca FUMARC!


5 dicas para gabaritar a Banca FUMARC!

por: Equipe Flávia Rita

Nesse texto, separamos 5 dicas para você gabaritar a banca FUMARC. A Fundação Mariana Resende Costa (FUMARC), é uma das principais organizadoras de concurso público do estado de Minas Gerais e conhecer o perfil é fundamental para a sua aprovação.Vamos lá?  

Banca FUMARC: nível de dificuldade!

As questões da banca FUMARC não costumam ter uma cobrança tão difícil, se for comparada a outras organizadoras como Cespe, Fundação Carlos Chagas (FCC) e ESAF. As perguntas são bem objetivas e diretas e, geralmente, cobram os textos de lei.

Nas provas de português para concurso as questões cobram interpretação de texto e gramática com cobranças de conteúdo como:

  • Crase
  • Conectores
  • Regência verbal e nominal
  • Pontuação
  • Uso de pronome
  • Identificação de tipos textuais: narrativo, descritivo e dissertativo.
  • Uso de pronomes
  • coordenação e subordinação

Bancas com perfis semelhantes

Existem bancas que têm perfis semelhantes a da Fumarc:

  • FUNDEP
  • Consulplan
  • IADES

Desta forma, se, por exemplo, você acabar de resolver uma lista de exercício da FUMARC, aproveite para fazer questões de outras bancas com perfis semelhantes para treinar e reforçar ainda mais o que está estudando nos conteúdos.

Para conseguir passar em concurso público, é necessário ter estratégia. Busque sempre dar o seu melhor e resolva exercícios de forma exaustiva.

Pesquise sobre os conteúdos

Explore os conteúdos que a FUMARC cobrou nas últimas provas. São parecidos? Que tipo de assuntos são mais recorrentes? O que cobrou em uma prova e não caiu nessa? Tente desenvolver essa visão estratégica, para tentar compreender o perfil da banca.

Foi divulgado o edital do concurso da PC-MG para o cargo de escrivão, e a FUMARC vai cobrar os conteúdos:

  • Interpretação e compreensão de textos.
  • Identificação de tipos textuais: narrativo, descritivo e dissertativo.
  • Critérios de textualidade: coerência e coesão.
  • Recursos de construção textual: fonológicos, morfológicos, sintáticos e semânticos.
  • Gêneros textuais da Redação Oficial.
  • Princípios gerais.
  • Uso dos pronomes de tratamento.
  • Estrutura interna dos gêneros: ofício, memorando, requerimento, relatório, parecer.

Conhecimentos linguísticos.

  • Conhecimentos gramaticais conforme padrão formal da língua.
  • Princípios gerais de leitura e produção de texto. Intertextualidade. Tipos de discurso. Vozes discursivas: citação, paródia, alusão, paráfrase, epígrafe.
  • Semântica: construção de sentido; sinonímia, antonímia, homonímia, paronímia, polissemia; denotação e conotação; figuras de linguagem.
  • Pontuação e efeitos de sentido.
  • Sintaxe: oração, período, termos das orações; articulação das orações: coordenação e subordinação; concordância verbal e nominal; regência verbal e nominal.

No concurso COPASA, a banca FUMARC cobrou:

  • Leitura, compreensão e interpretação de textos.
  • Conhecimentos linguísticos gerais e específicos relativos à leitura e produção de textos.  Conhecimento gramatical de acordo com o padrão culto da língua.
  • Estrutura fonética: letra, fonema, encontros vocálicos e consonantais, dígrafo, divisão silábica, ortografia, ortoépia, acentuação tônica e gráfica.
  • Estrutura dos vocábulos e processos de formação de palavras: elementos mórficos (radical, afixo desinência, vogal temática de verbo e nome, fonema de ligação, radicais gregos e latinos), derivação, composição, hibridismo e outros processos não incluídos na Nomenclatura Gramatical Brasileira – NGB.
  • Classes de palavras: classificação, flexões nominais e verbais, emprego.
  • Teoria geral da frase e sua análise: orações, períodos e funções sintáticas.
  • Sintaxe de concordância: concordância nominal e verbal (casos gerais e particulares). Concordância ideológica (silepse).
  • Sintaxe de regência: verbos quanto à predicação, regência nominal e verbal.
  • Crase.
  • Colocação de pronomes: próclise, mesóclise e ênclise.
  • Pontuação: emprego dos sinais de pontuação.

A ideia é entender os assuntos mais cobrados pela banca, para você tentar organizar os seus estudos e direcionar o seu foco, até que o edital seja divulgado com todo o conteúdo programático. Assim, você ganha tempo na sua preparação.

Treine por meio de questão

Fazer exercício de forma exaustiva é uma das melhores estratégias para o seu estudo, sabia?

  • Você memoriza o conteúdo.
  • Reforça o seu aprendizado na disciplina
  • Conhece o perfil da banca
  • Direciona o seu aprendizado
  • Revisa os assuntos e os detalhes
  • Testa o seu rendimento

Tenha o hábito de fazer questão e simulado. Por meio de testes, você consegue identificar os assuntos que domina ou precisa estudar mais, por exemplo. Busque resolver exercício diariamente e vai perceber o seu rendimento aumentar.

Faça cursos

Invista em cursos direcionados da banca FUMARC. Nas aulas de exercício, o professor busca revisar os assuntos cobrados pelas bancas, além de passar várias dicas estratégicas de acordo com o perfil da organizadora. Lembre-se de resolver os exercícios sempre antes da aula, isso vai reforçar a sua memória e ajudar você a fixar o conteúdo.

Um dos cursos de exercício para FUMARC, que foi elaborado de forma estratégica pela professora Flávia Rita é o de correção de prova. Por meio das aulas, ela explora os conteúdos programáticos da banca FUMARC e faz uma ampla revisão por meio de correção de questão.

Assista a uma aula GRATUITA do curso de correção de prova da FUMARC!

Outra dica é estudar por meio de livros, que sintetizam o conteúdo cobrado pela banca. Para auxiliar nos seus estudos, a professora Flávia Rita produziu o livro “Português para concurso – FUMARC”, que alia teoria e exercício para você treinar.

Com o livro, você tem acesso aos tópicos cobrados pela banca e pode revisar de qualquer lugar. É a melhor estratégia para você estudar nos seus horários livres: hora do almoço, filas de supermercado, ou qualquer outro momento.

Qual concurso organizado pela FUMARC você vai fazer? Envie o seu comentário e compartilhe o post nas suas redes sociais.

Bons estudos e sucesso!

Isso também pode lhe interessar:
  Sinais de pontuação para concurso na redação: como usá-los?

Deixe seu Comentário

Comentários