/Prova dissertativa: confira as melhores dicas para você alcançar nota máxima!


Prova dissertativa: confira as melhores dicas para você alcançar nota máxima!

por: Equipe Flávia Rita

Concurso público é como uma maratona: é preciso se preparar bem, para alcançar a vitória. Não é fácil encarar uma prova objetiva com 100 ou mais questões, além da redação. É preciso preparo físico e emocional, principalmente. Você já foi reprovado na prova dissertativa de redação para concurso público?

Se você conseguiu ter a sua redação corrigida, já é uma vitória. Então, agora, foque em encontrar os seus erros para saná-los e conquistar a sua vaga. Nas próximas linhas você vai descobrir várias dicas, que vão te ajudar a conquistar a nota máxima na redação de concurso. Vamos, nessa?

Prova dissertativa: como introduzir o tema solicitado?

A introdução precisa ser clara, direta e objetiva e de acordo com o tema solicitado pela banca.  Ou seja, nem pense em fugir do assunto, pois você poderá perder a sua vaga. O tamanho recomendado é de 2 a 3 frases.

Para facilitar, antes de escrever tente montar um esquema com todos os pontos que você quer desenvolver na sua redação: dados, exemplos, comparações. Isso vai te ajudar a começar a escrever, porque você terá organizado todas as suas ideias.

Como desenvolver a base argumentativa?

Ao defender o seu tema seja objetivo e saiba expor a sua argumentação. Para isso, use dados, comparações, exemplos e outros recursos que podem ser úteis, para defender o seu ponto de vista. Para facilitar, você pode separar os itens em desdobramentos e fazer tópicos no seu esquema, que você elaborou antes de começar a fazer a sua redação.

Lembre-se de que as ideias devem estar interligadas na prova dissertativa, por isso, use conectores, por exemplo. O texto deve estar coeso e sem nenhuma frase ambígua. Para desenvolver base argumentativa, é essencial estar por dentro de tudo o que acontece na política, economia, tecnologia. Se você for fazer uma prova da Fundação Carlos Chagas (FCC), leia Carta Capital, Estadão.

Conheça a forma de cobrança de cada banca

Na redação para concurso, cada banca tem uma forma de cobrança diferente. Portanto, é essencial que conheça e domine o perfil da organizadora do seu concurso. Por exemplo, a Fundação Caros Chagas exige um raciocínio mais analítico nas redações e o candidato precisa saber discorrer sobre o tema. A banca aborda muito os problemas que ocorrem na sociedade contemporânea.

Desta maneira, o estudo de redação para concurso deve ser específico de acordo com a banca. ESAF e CESPE, por exemplo, o concurseiro pode seguir os tópicos indicado pelas organizadoras, o que facilita, pois evita a fuga de tema.

Por que fui reprovado na discursiva?

Você teve a sua prova dissertativa corrigida, mas a nota foi baixa? Para melhorar, é essencial conhecer os seus erros, para corrigi-los. Desta forma, analise a sua redação para concurso com cuidado e veja em que parte perdeu mais ponto: introdução, desenvolvimento, conclusão, gramática ou pontuação? Depois de identificar estes aspectos, refaça a sua redação.

Treine sempre e persista!

Como você já teve a sua prova dissertativa corrigida, pode ter certeza de que falta pouco para a posse. Lembre-se de que tudo é questão de treino e prática e falta pouco para você conquistar a sua vaga. Continue treinando, separe um tempo no seu planejamento para escrever, cronometre o tempo gasto e persista. Não desista até chegar aonde realmente deseja! Clique aqui para ficar por dentro dentro das melhores dicas para o seu texto ficar impecável. 

Qual o concurso dos seus sonhos? Para qual está estudando? Quero saber! Deixe o seu comentário.

Equipe Flávia Rita

Isso também pode lhe interessar:
  Dificuldade em escrever? Confira 5 dicas para mandar bem na redação!

Deixe seu Comentário

Comentários