fbpx

10 temas de redação FGV!

Equipe Flávia Rita

Nesse post, separamos 10 temas redação FGV para você treinar e incluir no seu planejamento. Ao fazer redação, concentre-se e simule como se fosse a prova: fique de olho no tempo, organize o ambiente e mantenha o foco. Você pode escolher um tema por semana e treinar, por exemplo. Vamos lá?
redação fgv

Conteúdo do Artigo

FGV é conhecida pelo histórico de elaboração das provas do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), como também foi escolhida para ser a responsável pelo concurso da Secretaria do Tesouro Nacional (STN)  e do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). Nesse sentido, quem já conhece o perfil da banca e já realizou provas da FGV, sabe que o português é muito importante, principalmente em casos de redação. Portanto, separamos 10 temas de redação FGV para você começar a se preparar para o seu certame!

Tema 1

Técnico TRT 12

São bastante conhecidos os sete pecados capitais tradicionais, mas, em função das mudanças ocorridas na sociedade atual, o Vaticano criou, em março de 2008, um conjunto de novos pecados adaptados à era da globalização.

– Experimentos “moralmente dúbios” com células-tronco: a Igreja Católica defende a ideia de que a vida começa no momento da formação do embrião. Portanto, condena qualquer tipo de pesquisa científica com embriões humanos e células-tronco embrionárias.

– Uso de drogas: as drogas causam dependência física e psicológica nos usuários e prejudicam o funcionamento harmonioso da família. É uma atitude contra a vida humana. – Poluição do meio ambiente: a poluição do ar, água e solo trazem prejuízos sérios ao meio ambiente e à saúde das pessoas.

– Agravamento da injustiça social: o capitalismo criou, em muitos países, uma má distribuição de renda, deixando à margem da sociedade grande parcela da população (os excluídos sociais).

– Riqueza excessiva: o capitalismo favoreceu a concentração de renda, muitas vezes, de forma excessiva. Algumas pessoas concentram bilhões de dólares, enquanto outros, não têm sequer o que comer.

– Geração de pobreza: a pobreza e a miséria estão espalhadas pelo mundo. Cometem esse pecado aqueles que contribuem para a geração dessas condições sociais.

– Violações bioéticas como, por exemplo, controle de natalidade: é considerada violação bioética toda atitude que pretende evitar a geração de vida de forma natural (uso de contraceptivos, cirurgias, aborto, inseminação artificial).

Qual desses “novos pecados capitais” lhe parece mais danoso ao ser humano? Faça um texto dissertativo-argumentativo com número mínimo de 20 (vinte) e máximo de 30 (trinta) linhas, redigido em linguagem culta, defendendo sua posição de modo claro e convincente.

Tema 2

Secretária de Educação de Pernambuco  

Politicamente Correto A Secretaria Especial dos Direitos Humanos, vinculada à Presidência da República, com vistas a colaborar para a construção de uma cultura de direitos humanos, apresenta a cartilha “Politicamente Correto e Direitos Humanos” como forma de chamar a atenção de toda a sociedade para o que o historiador Jaime Pinsky chamou de “os preconceitos nossos de cada dia”. Todos nós – parlamentares, agentes e delegados da polícia, guardas de trânsito, jornalistas, professores, entre outros profissionais com grande influência social – utilizamos palavras, expressões e anedotas, que, por serem tão populares e corriqueiras, passam por normais, mas que, na verdade, mal escondem preconceitos e discriminações contra pessoas ou grupos sociais. Muitas vezes ofendemos o “outro” por ressaltar suas diferenças de maneira francamente grosseira e, também, com eufemismos e formas condescendentes, paternalistas. A ideia do título, “Politicamente Correto”, tem, em parte, um sentido provocador. Foi escolhida com o objetivo de chamar a atenção dos formadores de opinião para o problema do desrespeito à imagem e à dignidade das pessoas consideradas diferentes. Não queremos promover discriminações às avessas, “dourando a pílula” para escamotear a amargura dos termos que ofendem, insultam, menosprezam e inferiorizam os semelhantes que consideramos “os outros”. Ao contrário, neste glossário, apresentamos em primeiro lugar justamente as expressões pejorativas, para depois comentá-las. Com ele, queremos incentivar o debate, fomentar a reflexão, inclusive pela razão simples de que, para alguns de nossos interlocutores, nós é que somos os “diferentes”. Se queremos ser respeitados, devemos respeitar. No mínimo, para cumprir o princípio de que todos os homens e mulheres são iguais, independentemente de origem, cor, sexo, orientação sexual, condição social e econômica, credo religioso, filiação filosófica ou política etc. (CIPRIANO, Perly. 2014.)

Texto II

A tirania do politicamente correto Muito provavelmente, a maioria de nós já foi enganada pelo politicamente correto. O termo é bonito, soa bem, parece polido, cheio de virtude, digno de ser aprendido e posto em prática. Com o tempo, no entanto, aprendemos que se trata de um embuste, mais uma daquelas novas expressões incluídas em nosso vocabulário para confundir e dar aparência de virtuoso àquilo que é vil, frívolo e indecoroso; roupagem fina para grosseria, ou um lobo em pele de cordeiro. Trata-se, na verdade, da pior ditadura que pode vir a existir: aquela em que os súditos se encarregam de subverter e subjugar os seus próprios comuns ao jugo de um poder tirano. Essa é a realidade da sociedade contemporânea. Quando conversamos, dialogamos ou expressamos nossas ideias, fazemos o tempo todo como que pisando em ovos. As pessoas tornaram-se extremamente sensíveis a qualquer objeção ou ideia que venham a lhes desagradar. As palavras devem ser cuidadosamente escolhidas, e é preciso ter certeza que ninguém se sentirá ofendido com o que será dito. (HERTZ, Warton. 2015.)

Como o professor de Língua Portuguesa deve tratar a questão acima, já que, na grande maioria das vezes, é por meio da linguagem que o politicamente correto ou incorreto se manifestam? Redija um texto argumentativo em norma padrão, com o mínimo de 20 (vinte) e o máximo de 30 (trinta) linhas, expressando seu posicionamento sobre a questão.

BAIXE O E-BOOK ABAIXO E COMECE A TREINAR REDAÇÃO FGV!

tj sp

TJ SP: concurso terá 24 questões de Língua Portuguesa

Fundação Vunesp organizará o certame que oferece 572 vagas para o cargo de Escrevente Técnico Judiciário do Tribunal de Justiça de São Paulo. O salário é de mais de 6 mil reais, além de benefícios.
Continue a leitura e descubra os detalhes do edital. Ao final, assista uma aula e faça o simulado gratuito da Vunesp para começar sua preparação!

Read More »
CFO PMMG

CFO PMMG: saiba mais sobre a prova de português

O concurso terá redação e questões objetivas de Língua Portuguesa para avaliar aqueles que desejam ocupar um dos cargos do Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). 
Continue a leitura para saber mais sobre a cobrança da língua portuguesa. Ao final, assista à aula gratuita e acesse o simulado para começar a se preparar!

Read More »
PMMG

PMMG SOLDADO: saiba mais sobre a prova de português

Concurso terá mais de 3 mil vagas para soldado e salário inicial de R$ 4.360,83. Entre as questões objetivas, a disciplina de Língua Portuguesa se destaca com metade das questões de toda a prova.
Continue a leitura para saber mais sobre a cobrança da Língua Portuguesa. Ao final, assista à aula gratuita e acesse o simulado para começar a se preparar!

Read More »

CONTINUE LENDO