fbpx

Edital do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro – TJRJ – 2020 – Resumo

Equipe Flávia Rita

O edital do concurso público para o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro – TJRJ – foi publicado, com a previsão de 160 vagas para os cargos de Analista Judiciário e Técnico de Atividade Judiciário. Para quem deseja apertar seus estudos, essa é a hora de rever as matérias mais complexas e dar um foco maior naquelas que sente mais dificuldade. Para isso, montamos um curso de Reta Final com Correção de Provas para o Concurso do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro – TJRJ -, em que serão resolvidas, em sala de aula, 100 questões inéditas da banca CESPE, de forma que você domine não só a matéria mas, por meio de dicas de estratégia de resolução, as diferentes formas de cobrança mais recorrentes nas provas. Contudo, caso você deseje fazer uma revisão mais ampla, confira também o curso atualizado para o TJRJ.

Visão Geral do Edital do Concurso do TJRJ

BANCA: CESPE/CEBRASPE

VAGAS: 160

INSCRIÇÃO: 10 horas do dia 9 de março de 2020 às 18 horas do dia 30 de março de 2020

DATA DAS PROVAS: 07/06/2020

DO CARGOS :

– TÉCNICO DE ATIVIDADE JUDICIÁRIA – SEM ESPECIALIDADE

  • REQUISITO: certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio ou curso técnico equivalente.
  • REMUNERAÇÃO: R$ 3.870,06.
  • JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.

VAGAS: 85

DAS FASES DO CONCURSO – TÉCNICO DE ATIVIDADE JUDICIÁRIA

PROVA/TIPO ÁREA DE CONHECIMENTO NÚMERO DE ITENS CARÁTER
(P1) Objetiva Conhecimentos básicos 20 Eliminatório e

classificatório

(P2) Objetiva Conhecimentos específicos 40

As provas objetivas terão a duração de 4 horas e serão aplicadas na data provável de 7 de junho de 2020, no turno da tarde.

– ANALISTA JUDICIÁRIO

  • REMUNERAÇÃO: R$ 6.373,89.
  • JORNADA DE TRABALHO: 40 horas semanais.
CARGO/ÁREA/ESPECIALIDADE VAGAS REQUISITOS
CARGO 1: ANALISTA JUDICIÁRIO – ASSISTENTE SOCIAL 5+CR graduação em Serviço Social, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC
CARGO 2: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: MÉDICO 6+CR graduação em Medicina, residência médica em Medic. de Emergência, Medicina Intensiva ou Cardiologia
CARGO 3: ANALISTA JUDICIÁRIO –  MÉDICO PSIQUIATRA 1+CR graduação em Medicina, de residência Médica em Psiquiatria, ou Especialista em Psiquiatria
CARGO 4: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALID.: PSICÓLOGO 5+CR graduação em Psicologia, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC
CARGO 5: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: CONTADOR 2+CR graduação em Ciências Contábeis
CARGO 6: ANALISTA JUDICIÁRIO – COMIS. JUSTIÇA DA INFÂNCIA, DA JUVENTUDE E DO IDOSO 5+CR graduação de nível superior em Direito, Administração, Serviço Social, Sociologia, Psicologia ou Pedagogia
CARGO 7: ANALISTA JUDICIÁRIO – EXECUÇÃO DE MANDADOS 10+CR graduação em Direito.
CARGO 8: ANALISTA JUDICIÁRIO – SEM ESPECIALIDADE 31+CR graduação em Administração, Direito ou Economia
CARGO 9: ANALISTA JUDICIÁRIO – ESPECIALIDADE: ANALISTA DE GESTÃO DE TIC 1+CR curso superior em Ciência da Computação, Engenh. da Computação, Sistemas de Inform., em Análise e Desenv. de Sistemas, Análise de Processos
CARGO 10: ANALISTA JUDIC. – GRUPO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – ESPECIALIDADE: ANALISTA DE INFRAESTRUTURA DE TIC 2+CR curso superior em Ciência da Computação, em Engenh. da Computação, em Sistemas de Informação, em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, em Análise de Processos, em Gestão em Tecnologia da Informação, em Eng. de Controle e Automação
CARGO 11: ANALISTA JUDIC. –ANALISTA DE NEGÓCIOS 2+CR curso Administração ou em Engenharia de Produção.
CARGO 12: ANALISTA JUDIC. – ESPECIALIDADE: ANALISTA DE PROJETOS 1+CR Curso superior em Ciência da Computação, em Engenh. da Computação, em Sistemas de Inform., em Análise e Desenvolv. de Sistemas, em Análise de Processos
CARGO 13: ANALISTA JUDIC. – ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 2+CR curso superior em Ciência da Computação, em Engenharia da Computação, em Sistemas de Inform., em Análise e Desenvolvimento de Sistemas
CARGO 14: ANALISTA JUDIC. – ANALISTA DE SISTEMAS 2+CR curso superior em Ciência da computação, em Engenh. da computação, sistemas de inform., em Análise e Desenv. de Sistemas
TOTAL 67  

Das fases do concurso do TJRJ

PROVA/TIPO ÁREA DE CONHECIMENTO NÚMERO DE ITENS CARÁTER
(P1) Objetiva Conhecimentos básicos 20 Eliminatório

e

classificatório

(P2) Objetiva Conhecimentos específicos 40
(P3) Discursiva
Avaliação de títulos Classificatório

As provas objetivas e a prova discursiva terão a duração de 5 horas e serão aplicadas na data provável de 7 de junho de 2020, no turno da manhã.

DAS PROVAS OBJETIVAS DO TJRJ

As provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, valerão 60,00 pontos e abrangerão os objetos de avaliação constantes deste edital.

As questões das provas objetivas serão do tipo múltipla escolha, com cinco opções (A, B, C, D e E), sendo uma única resposta correta, de acordo com o comando da questão. Haverá, na folha de respostas, para cada questão, cinco campos de marcação: um campo para cada uma das cinco opções A, B, C, D e E, devendo o candidato preencher o campo correspondente à resposta considerada por ele correta, de acordo com o comando da questão.

DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DAS PROVAS OBJETIVAS DO TJRJ

A nota em cada questão das provas objetivas, feita com base nas marcações da folha de respostas, será igual a: 1,00 ponto, caso a resposta do candidato esteja em concordância com o gabarito oficial definitivo das provas; 0,00, caso a resposta do candidato esteja em discordância com o gabarito oficial definitivo das provas, não haja marcação ou haja marcação dupla.

O cálculo da nota em cada prova objetiva, comum às provas de todos os candidatos, será igual à soma das notas obtidas em todas as questões que a compõem.

DOS GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES DAS PROVAS OBJETIVAS DO TJRJ

Os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas serão pulicados no Diário da Justiça Eletr. do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro e divulgados na internet, no endereço eletrônico http://www.cebraspe.org.br/concursos/tj_rj_20_analista, a partir das 19 horas da data provável de 9 de junho de 2020 (horário oficial de Brasília/DF).

O candidato que desejar interpor recursos contra os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas disporá das 9 horas do dia 10 de junho de 2020 às 18 horas do dia 11 de junho de 2020 (horário oficial de Brasília/DF) para fazê-lo, a contar do dia subsequente ao da divulgação desses gabaritos, ininterruptamente.

DA PROVA DISCURSIVA DO TJRJ

A prova discursiva valerá 40,00 pontos. Para os cargos 2 e 3, a prova discursiva consistirá de um estudo de caso, da redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, a respeito de temas relacionados aos conhecimentos específicos de cada especialidade.

Para os demais cargos a prova a discursiva consistirá da redação de texto dissertativo, de até 30 linhas, a respeito de temas relacionados aos conhecimentos específicos de cada cargo/grupo/especialidade.

DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA PROVA DISCURSIVA DO TJRJ

A prova discursiva avaliará o conteúdo (conhecimento do tema), a capacidade de expressão na modalidade escrita e o uso das normas do registro formal da Língua Portuguesa. O candidato deverá produzir, conforme o comando formulado pela banca examinadora, texto dissertativo, primando pela coerência e pela coesão.

A prova discursiva de cada candidato será submetida a duas avaliações: uma avaliação de conteúdo e uma avaliação do domínio da modalidade escrita da Língua Portuguesa.

A prova discursiva será corrigida conforme os critérios a seguir.

  1. A apresentação e a estrutura textuais e o desenvolvimento do tema totalizarão a nota relativa ao domínio do conteúdo (NC), cuja pontuação máxima será limitada ao valor de 40,00 pontos.
  2. A avaliação do domínio da modalidade escrita totalizará o número de erros (NE) do candidato, considerando-se aspectos de natureza gramatical, tais como: grafia, morfossintaxe e propriedade vocabular.
  3. Será desconsiderado, para efeito de avaliação, qualquer fragmento de texto que for escrito fora do local apropriado ou ultrapassar o número máximo de linhas estabelecido.
  4. Será calculada, então, a nota na prova discursiva (NPD) pela fórmula NPD = NC – 8 × NE ÷ TL, em que TL corresponde ao número de linhas efetivamente escritas pelo candidato.
  5. Será atribuída nota zero ao texto que obtiver NPD < 0,00.
  6. Nos casos de fuga ao tema, ou de não haver texto, o candidato receberá nota no texto igual a zero.

Será aprovado na prova discursiva o candidato que obtiver NPD ≥ 20,00 pontos.

RECURSOS CONTRA O PADRÃO PRELIMINAR DE RESPOSTA E CONTRA O RESULTADO PROVISÓRIO NA PROVA DISCURSIVA DO TJRJ

O padrão preliminar de resposta da prova discursiva será divulgado na internet, no endereço eletrônico http://www.cebraspe.org.br/concursos/tj_rj_20_analista, a partir das 19 h da data provável de 9 de junho de 2020.

O candidato que desejar interpor recursos contra o padrão preliminar de resposta da prova discursiva disporá do período das 9 horas do dia 10 de junho de 2020 às 18 horas do dia 11 de junho de 2020 (horário oficial de Brasília/DF) para fazê-lo no endereço eletrônico http://www.cebraspe.org.br/concursos/tj_rj_20_analista, e seguir as instruções ali contidas.

Conteúdo Programático da prova de Língua Portuguesa

LÍNGUA PORTUGUESA:

  1. Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados.
  2. Reconhecimento de tipos e gêneros textuais.
  3. Domínio da Ortografia oficial.
    1. Emprego das letras.
    2. Emprego da acentuação gráfica.
  4. Domínio dos mecanismos de coesão textual.
    1. Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição de conectores e de outros elementos de sequenciação textual.
    2. Emprego /correlação  de tempos e modos verbais.
  5. Domínio da estrutura morfossintática do período.
    1. Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração.
    2. Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração.
    3. Emprego dos sinais de pontuação.
    4. Concordância verbal e nominal.
    5. Emprego do sinal indicativo de crase.
    6. Colocação dos pronomes átonos.
  6. Reescrita de frases e parágrafos do texto.
    1. Substituição de palavras ou de trechos de texto.
    2. Retextualização de diferentes gêneros e níveis de formalidade

Caso tenha alguma dúvida sobre o curso, não deixe de entrar em contato conosco pelos telefones de contato. Caso tenha algum assunto que gostaria de ler por aqui, deixe sua sugestão na seção de comentários.

Deixe seu Comentário

Comentários

CONTINUE LENDO