/Entendendo como é calculada a nota final do ENEM


Entendendo como é calculada a nota final do ENEM

85

por: Equipe Flávia Rita

Muitos alunos não entendem o cálculo da nota final da prova do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM. Diversos são os critérios utilizados e as médias empregadas, o que altera o resultado total e, de fato, complica a compreensão dos que não estão muito por dentro do assunto. Pensando em esclarecer as dúvidas dos nossos alunos e aclarar, definitivamente essa questão, escrevemos esse texto. Após a leitura, esperamos que você entenda, de uma vez por todas, como é feito o cálculo da prova do ENEM. Vamos lá?

 

#1 COMO É O CÁLCULO DA NOTA DO ENEM – O PRÉ-TESTE

A maioria dos alunos que irão fazer o ENEM já deve estar familiarizada com a estrutura da prova. Contudo, para os que estão começando sua preparação agora e ainda não a entendem bem, iremos explicar melhor no próximo tópico.

Muitos alunos, tanto os iniciantes quanto os mais experientes, desconhecem a maneira como as questões são selecionadas. Isso se faz por meio de um PRÉ-TESTE. Mas em que consiste esse pré-teste?

Primeiramente, ainda antes da formulação das provas do Exame Nacional, professores elaboram diversas questões ao longo do ano, as quais são separadas e compiladas em um documento com o total de 48 questões. Essas são, então, submetidas a milhares de alunos de escolas de todo o país em uma pré-avaliação.

A intenção é identificar o grau de dificuldade de cada uma das questões – se fácil, média ou difícil – e usá-las para compor o banco de dados do MEC. Do conjunto total de questões desse banco de dados, sairão as 180 que irão ser utilizadas na prova do ENEM.

 

#2 COMO É O CÁLCULO DA NOTA DO ENEM – QUESTÕES E GRANDES ÁREAS

A prova do ENEM é composta por 180 questões, sendo 45 de cada área – ciências da natureza e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias, linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e suas tecnologias.

Para ficar mais claro, vamos destrinchar essas áreas:

  • Ciências da natureza e suas tecnologias – é composta pelas disciplinas Biologia, Física e Química.
  • Ciências Humanas e suas tecnologias – é composta pelas disciplinas História, Geografia, Filosofia e Sociologia.
  • Matemática e suas tecnologias – é composta pela disciplina de Matemática.
  • Linguagens, códigos e suas tecnologias – é composta pelas disciplinas de Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira (Espanhol ou Inglês), Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação.

Nas questões, serão avaliadas as competências, as habilidades e os conteúdos previstos na matriz de referência, sempre procurando equilibrar o grau de dificuldade. Uma finalidade importante do pré-teste é permitir que as questões selecionadas para o Exame Nacional atinjam os parâmetros de avaliação esperados. Por exemplo, caso algum parâmetro não seja atendido, a questão poderá ser ou descartada ou reformulada antes da prova.

A nota total da prova objetiva seguirá a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI). Vamos entender o que é isso?

 

#3 COMO É O CÁLCULO DA NOTA DO ENEM – TRI – TEORIA DE RESPOSTA AO ITEM

Primeiramente, cabe esclarecer que a Teoria de Resposta ao Item (TRI) corresponde a um conjunto de modelos estatísticos que procuram qualificar itens segundo alguns parâmetros.

De acordo com o modelo de avaliação atual, são utilizados três parâmetros:

  • Grau de dificuldade da questão
  • Poder de discriminação, ou seja, se a questão é apta a diferenciar os alunos de acordo com a dificuldade da questão
  • Possibilidade de acerto ao acaso, o que significa o percentual de margem de acerto por “chute”

A partir da TRI, a nota será calculada de maneira mais precisa aos conhecimentos do aluno. Um avanço em relação aos exames vestibulares antigamente aplicados, é que, por meio da TRI, consegue-se avaliar o conhecimento dos candidatos de forma mais precisa. Pontuações decorrentes do acaso (“chute”) ou que não se mostrem coerentes com o conhecimento demonstrado em outras questões serão modalizadas na nota final, ou seja, poderão ser reduzidas de acordo com a fórmula do desvio padrão.


O que você achou desse conteúdo? O texto esclareceu suas duvidas com relação ao cálculo da nota do ENEM? Ficou ainda algum aspecto que você acha que deveria ter sido tratado aqui? Não deixe de nos avisar nos comentários! Se esse texto foi útil para você, compartilhe ele nas suas redes sociais.

Deixe seu Comentário

Comentários