/O que são vozes verbais?


O que são vozes verbais?

438

por: Equipe Flávia Rita

Nesse texto você irá entender o que são vozes verbais e irá aprender quais os diferentes tipos de vozes verbais você verá por ai. Após o texto, você conseguirá identificar cada uma das vozes e gabaritar todas as questões em que aparecerem! Vamos lá?

O que são vozes verbais?

Para entender a matéria de vozes verbais, a primeira coisa que se tem que esclarecer é o que significa vozes verbais. Basicamente, trata-se da forma assumida pelo verbo ao indicar a relação existente entre ele e o sujeito.

Ou seja, as vozes verbais são responsáveis por exprimir o agente e o paciente da ação verbal.

Quais os tipos de vozes verbais?

Quando se pensa em vozes verbais, pensa-se, como dito, na relação entre o sujeito e o verbo, ou seja, quem pratica a ação. Por isso, podem ser identificados três tipos de vozes verbais:

  • VOZ ATIVA: Na qual o sujeito é responsável por praticar a ação, chamado, por isso, de sujeito agente.

Exemplo: O lenhador derrubou (VTD) a árvore (OD).

  • VOZ PASSIVA: em que o sujeito sofre a ação verbal e é, por isso, denominado de sujeito paciente.

Exemplo: A árvore foi derrubada (locução de passiva) pelo lenhador (agente da passiva). OBS: Na voz passiva não há objeto, pois esse tornou-se sujeito paciente.

  • VOZ REFLEXIVA: Na qual o sujeito pratica e sofre a ação simultaneamente, sendo, então um sujeito agente e paciente.

Exemplo: Ela (sujeito) se (OD com valor de “a si mesma”) considerava (VTD) boa pessoa.

Vamos treinar um pouco para deixar mais clara a matéria? Então, observe as seguintes frases e analise qual a voz verbal:

  • O Brasil (sujeito) se (parte integrante do verbo – PIV) tornou (verbo de ligação) uma referência (predicativo do sujeito) no setor. (Voz ativa). OBS: Havendo verbo de ligação, é certo que a voz será ativa, pois a voz passiva ou reflexiva exige objeto direto.
  • (OSS) Havia (VTD) varias pessoas no local do evento. (Não há voz!). OBS: Haver com valor existencial implica oração sem sujeito, o que impossibilita a determinação da voz. Na voz reflexiva, o OD ou o OI sofrem a ação expressa pelo verbo.
  • Acontece (VI), no Brasil (adj. adverbial de lugar), toda sorte de crimes (sujeito). (Voz ativa).
  • O governo (sujeito) tinha debatido (VTD) a questão do uso de drogas (OD). (Voz ativa).
  • O rapaz (sujeito) assistiu (OI) ao evento no mesmo dia (adj. adv. de tempo). (Voz ativa).
  • Não (adj. adv. de negação) se (índice de indeterminação do sujeito – IIS) obedece (VTI) a regras desse tipo (OI). (Voz ativa). OBS: Sempre que o se for IIS, a voz será ativa.
  • Deu (VTDI) -se (OI) uma nova oportunidade na vida (OD). à Sentido do se: Deu uma nova oportunidade a si mesmo. à Voz reflexiva.
  • Deu (VTDI) -se (PA) uma nova oportunidade (sujeito) ao rapaz (OI). àVoz passiva sintética.
  • A decisão (sujeito) se (PA) justifica (VTD). à Q? (FCC) A forma analítica de “a decisão se justifica” é “a decisão é justificável”. R: A forma analítica é: “A decisão é justificada”. à Voz passiva sintética.
  • (FCC) Salvaram (VTD) -se (OD) todos (sujeito) à Voz reflexiva.

OBSERVAÇÕES:

  • Nem todo “se” será caso de voz passiva, pois a partícula “se” poderá exercer diversas outras funções.
  • Verbo de ligação ou verbo intransitivo somente faz voz ativa.
  • Se o “se” for índice de indeterminação do sujeito (IIS), a voz será necessariamente ativa.
  • Se o caso for de oração sem sujeito (OSS), não haverá voz verbal.
  • “Tinha” ou “havia” + particípio = -ra (pretérito mais que perfeito). Exemplo: Tinha feito = fizera; Tinha estudado = estudara.

Tipos de Vozes Verbais #1 – Voz Ativa

Na voz ativa, o sujeito será agente, ou seja, praticará a ação verbal. Por essa razão, ela poderá ser formada a partir de qualquer verbo, sendo que verbos de ligação de verbos intransitivos somente irão construir voz ativa.

Para a construção da voz ativa, podem ser empregados os verbos auxiliares “ter” e “haver”, mas qualquer tipo de verbo será apto a construir esse tipo de voz (verbo transitivo direto, verbo transitivo indireto, verbo transitivo direto e indireto, verbo intransitivo e verbo de ligação).

Exemplo: Não (adj. adv. de negação) se (IIS) pensa (VTI) em um futuro sem a avaliação do presente (adj. adv. de modo).  à Voz ativa.

Exemplo: As pessoas (sujeito) são (Verbo de ligação) reflexos da sociedade (predicativo do sujeito). à Voz ativa.

Exemplo: Ela tem enfrentado (VTD – locução de voz ativa – tempo composto) problemas (OD). à Voz ativa. Exemplo: O governo (sujeito) pode mesmo ter investido (VTI) no setor (OI).

ATENÇÃO! Quando se for definir a transitividade de uma locução, deve sempre se ater ao último verbo.

Tipos de Vozes Verbais #2 – Voz passiva

Em formas de voz passiva, o sujeito será considerado paciente, ou seja, sofrerá a ação expressa pelo verbo. Nesse caso, o objeto direto da voz ativa se tornará sujeito da oração. Por isso, na voz passiva não haverá objeto direto.

Diferentemente da voz ativa, que pode ser construída por qualquer verbo, a voz passiva somente será formada a partir de verbos transitivos diretos e transitivos indiretos.

Além disso, o sujeito da voz ativa corresponderá ao agente da passiva, que será um termo opcional.

A construção da voz passiva poderá se dar de duas formas diferentes, que serão chamadas de voz passiva analítica e voz passiva sintética.

Espécies de vozes passivas

A voz passiva analítica será construída com os verbos ser ou estar + particípio do verbo principal. Usa-se, nessa espécie, uma locução de passiva. O agente da passiva somente poderá ser introduzido pelas preposições “de”, “por” e pelas variações de “pelo” (pelos, pela, pelas).

Exemplo: O tema (sujeito) seria debatido (locução da passiva) no local (adj. adv. de lugar).

Exemplo: A casa (sujeito) estava lotada (locução da passiva) de estranhos (agente da passiva).

A voz passiva sintética, também chamada de voz passiva pronominal, será formada por um verbo transitivo direto ou transitivo direto e indireto mais um “se” partícula apassivadora – VTD/VTDI + se (PA).

Haverá concordância entre o verbo e o sujeito, ou seja, o verbo deverá concordar com o sujeito. Veja os seguintes exemplos para esclarecer:

Exemplo: Debater-se (PA) -iam os temas no local.

Tipos de Vozes Verbais #3 – Voz reflexiva

Na voz verbal reflexiva, o sujeito pratica e sofre a ação, ou seja, é, simultaneamente, agente e paciente.

Poderá ser formada por verbos transitivos direto, transitivos indiretos e transitivos diretos e indiretos, e ocorrerá, em geral, com pronome reflexivo.

Exemplo: Ela (sujeito) se (OD) via (VTD) mais velha a cada ano. = Ela via a si mesmo.

Exemplo: Os alunos (sujeito) se (OD) cumprimentaram (VTD) no dia da prova = Ideia de reciprocidade.

OBS: Há frases em que a partícula “se” apresenta ambiguidade, podendo ser PA ou pronome reflexivo.

Exemplo: Salvaram (VTD) -se (PA) as lembranças (sujeito) naquela ocasião (adj. adv. de tempo). Não há ambiguidade.

Exemplo: Salvaram (VTD) -se (PA) as pessoas (sujeito paciente) naquela ocasião (adj. adv. de tempo). Há ambiguidade com relação à partícula “se”, pois pode ser tanto pronome reflexivo, como partícula apassivadora.


Esse conteúdo foi útil para você? Está entendendo mais sobre vozes verbais? Então compartilhe nas suas redes sociais! Caso tenha ficado alguma dúvida, nos avise nos comentários.

Deixe seu Comentário

Comentários