/Foi autorizado o concurso do Senado


Foi autorizado o concurso do Senado

271

por: Equipe Flávia Rita

Senado Federal e a comissão para a realização do certame já foi instituída, por isso, a expectativa é que o edital seja publicado nos próximos meses. Já pensou em aproveitar a oportunidade? 


O concurso do Senado visa o preenchimento de 40 vagas, que serão distribuídas entre níveis médio e superior. De acordo com o documento, que foi publicado no dia 03 de outubro no Diário Oficial da União, o certame vai oferecer: 

I – Técnico Legislativo, Nível II, padrão 21, na especialidade Policial Legislativo, com requisito de escolaridade de nível médio: 24 (vinte e quatro) vagas.

 II – Advogado, Nível III, padrão 41, na especialidade Advocacia, com requisito de escolaridade de nível superior: 4 (quatro) vagas; 

III – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Administração, com requisito de escolaridade de nível superior: 2 (duas) vagas;

 IV – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Arquivologia, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga; 

V – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Assistência Social, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga; 

VI – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Contabilidade, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga; 

VII – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Enfermagem, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga;

 VIII – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Informática Legislativa, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga; 

IX – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Processo Legislativo, com requisito de escolaridade de nível superior: 2 (duas) vagas; 

X – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Registro e Redação Parlamentar, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga;

XI – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Engenharia do Trabalho, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga; 

XII – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Engenharia Eletrônica e Telecomunicações, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga;

XI – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Engenharia do Trabalho, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga; 

XII – Analista Legislativo, Nível III, padrão 36, na especialidade Engenharia Eletrônica e Telecomunicações, com requisito de escolaridade de nível superior: 1 (uma) vaga.

Concurso Senado: Remuneração

As remunerações variam de acordo com o cargo, sendo:

  • Consultor Legislativo: R$ 33.461,68
  • Analista Legislativo: R$ 25.897,76
  • Técnico Legislativo: 19.427,79
  • Advogado: R$ 32.020,77

Último concurso Senado

O último concurso Senado ocorreu em 2011 e a banca responsável pelo certame foi a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Na ocasião, foram oferecidas 260 vagas, sendo:

  • 142 vagas para o cargo de Analista Legislativo ( várias áreas)
  • 9 vagas para o cargo Consultor Legislativo (várias áreas)
  • 84 vagas para o cargo de Técnico Legislativo ( várias áreas)
  • 25 vagas para o cargo de Técnico Legislativo, na especialidade Polícia Legislativa. 

Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas e discursivas. Para o cargo de Analista, por exemplo, a prova objetiva contou com 100 questões e foram cobrados conteúdos como português, inglês, e conhecimentos específicos. 

Confira os últimos editais do concurso Senado e comece a planejar os seus estudos: 

Concurso Senado: 40 vagas autorizadas. Edital, em breve! Confira:

O projeto básico referente ao concurso Senado já está em elaboração e no documento vai constar todas as informações pertinentes ao certame como, por exemplo, o cronograma, forma de contratação da banca, cargos que serão ofertados, entre outros. Já autorizado, vai oferecer 40 vagas para cargos de nível médio e também superior. 

Desta forma, assim que o projeto básico for realizado, a banca para o concurso Senado será definida e o edital lançado. A expectativa é que as provas ocorram em todo o Brasil, todavia o exercício de lotação será em Brasília. 

Concurso Senado: como estudar? 

  • O estudo deve começar antes de o edital do concurso Senado ser divulgado, assim o candidato  ganha tempo para adquirir conhecimento nas disciplinas. 
  • O seu planejamento deve ser focado em resolução exaustiva de questões, revisão e teoria. Dessa forma, assim que finalizar a parte teórica faça revisões constantes e exercícios. 
  • Neste sentido, para o cargo de Analista foram cobradas 20 questões e para as outras disciplinas 10 e também para o cargo de Técnico teve 20 questões de português, com peso 2, e 10 para os outros conteúdos. Logo, gabaritar português pode ser o diferencial para conquistar a sua posse. 

A banca do concurso Senado ainda não foi definida, mas de acordo com o último edital foi a Fundação Getúlio Vargas ( FGV). A professora Flávia Rita lançou cursos específicos para o certame e quanto mais cedo você iniciar a sua preparação melhor: 

O curso on-line de teoria + exercício alia toda a teoria de português que você precisa com a prática de exercício. Ou seja, você trabalha os principais pontos teóricos cobrados pela banca FGV e também treina por meio de questões. 

O curso é indicado para quem está começando os estudos ou precisa revisar os principais conceitos de língua portuguesa cobrados pela Fundação Getúlio Vargas. Clique aqui e conheça o curso on-line de teoria + exercício para o concurso Senado.

Já tem uma base teórica e quer revisar apenas exercício? Então, conheça o curso correção de provas para o concurso Senado com a professora Flávia Rita. Nas aulas, são corrigidas provas diversas da FGV, para que você possa revisar de forma focada e identificar os tipos de questões mais cobrados e conhecer o estilo da organizadora. Além disso, você também faz uma revisão por meio de correção das questões. Clique aqui e conheça o curso de correção de prova!

Além de gabaritar a prova objetiva, é fundamental tirar uma nota alta na redação para garantir a posse. Neste contexto, a professora Flávia Rita lançou o curso Oficina de Redação para o concurso Senado. 

O curso é completo e são abordados vários temas de acordo com a cobrança da FGV, e abrange tanto a parte teórica, em que você vai aprender a parte de estrutura de texto, coesão, entre outros, e a parte prática. A redação é corrigida de forma criteriosa, para que você possa compreender as suas dificuldades e saná-las. Clique aqui e saiba mais sobre o curso Oficina de Redação. 


Que tal começar a estudar para o concurso Senado? Aproveite a oportunidades antes de o edital ser divulgado e não se esqueça de compartilhar a notícia nas suas mídias sociais. Sucesso e bons estudos!

Deixe seu Comentário

Comentários