fbpx

O que esperar da FGV na prova da Polícia Civil MG?

Equipe Flávia Rita

fgv

Antes de tudo, é preciso ressaltar que a Fundação Getúlio Vargas (FGV) é uma das bancas organizadoras mais temidas no âmbito dos concursos públicos. Nesse sentido, você deve encarar os estudos e se preparar, principalmente, para as questões de Língua Portuguesa.

Portanto, continue a leitura e conheça um pouco mais sobre a cobrança da disciplina pela banca.

A Língua Portuguesa nas provas da FGV

Os candidatos ao concurso da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) levaram um susto com a troca da banca organizadora, que antes era a Fumarc e agora é a FGV, tendo em vista que ambas têm uma forma muito diferente de produzir a prova, principalmente no que tange à Língua Portuguesa. Além disso, apesar da banca ter um vasto currículo na produção de concursos da área policial, esta é a primeira vez que a FGV será responsável por organizar a prova da PCMG.

Dessa forma, vamos ao que interessa: o que esperar da FGV na prova da Polícia Civil MG?

Bom, quem já conhece o perfil da FGV sabe que a Língua Portuguesa é muito importante, então é necessário se dedicar à disciplina. Por apresentar traços mais analíticos, os certames da fundação têm questões de interpretação de texto que exigem raciocínio e muita atenção. Nessas indagações, costuma-se explorar mais coesão textual, centralizada nas diferentes formas de retomada.

Além disso, questões de vocabulário (significação de palavras), estrutura de texto, tipologia textual e mudança de discursos são recorrentes nas provas. A partir dessas informações, você já imagina a importância da língua portuguesa para a sua aprovação no certame da Polícia Civil de Minas Gerais.

Nesse sentido, você também precisa saber que há uma característica da banca que pode confundir o aluno: a depender da questão, a FGV parece não oferecer uma resposta adequada ao item proposto ou, em outras vezes, parece haver mais de uma alternativa correta para a questão formulada. Sendo assim, se você está se preparando para o concurso da PCMG deve se atentar a isso.

Ainda é necessário ressaltar que a fundação adota uma abordagem que privilegia a língua em uso, valorizando a compreensão e a aplicação prática do idioma. Apesar de, na maioria das vezes, os editais dos concursos aplicados pela FGV contemplarem todos os conteúdos de língua portuguesa, é em interpretação de textos que a banca concentra os esforços.

Sendo assim, a base da prova é a interpretação de textos com variação de questões baseadas em pequenos textos. Mas isso não significa que as questões de gramática e ortografia não estarão presentes no seu certame, mesmo que em menores quantidades.

Entre os conhecimentos mais cobrados pela FGV, cabe ressaltar:

  • Interpretação de textos;

  • Tipos de discursos;

  • Estratégias argumentativas.

Além de estudar o conteúdo, é necessário praticar os exercícios da banca. Dessa forma, não é ideal fazer exercícios de organizadoras parecidas, pois a FGV tem uma peculiaridade nas questões. Portanto, estude para a FGV com exercícios da FGV!

Para começar a treinar, baixe o e-book gratuito com questões comentadas da FGV:

TRF5

TRF5: banca organizadora já foi definida!

Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação(IBFC) será responsável por organizar o concurso. Continue a leitura e conheça as características gerais da banca, como também o perfil da prova de Língua Portuguesa.

Read More »
concerto conserto

Concerto ou Conserto?

Viram este post: 28 Você já ficou em dúvida sobre a escrita correta de uma palavra? Isso pode ser bem comum, tendo em vista que

Read More »

CONTINUE LENDO