/Concurso Público: 7 dicas sobre o vocábulo “Se”, para você gabaritar a prova!


Concurso Público: 7 dicas sobre o vocábulo “Se”, para você gabaritar a prova!

1902

por: Equipe Flávia Rita

Neste post, você vai fazer uma revisão sobre um dos conteúdos mais cobrados em prova: o vocábulo “SE”!

Qual o vocábulo que faz seu coração bater mais forte na prova? “Se”! rs..então guarde isso para sempre: viu o Se? Circule, marque e preste muita atenção. Vamos lá? 

Partícula Apassivadora

Para o vocábulo “Se” ser partícula apassivadora o verbo deve ser:

  • Transitivo direto ou transitivo direto e indireto,
  • A frase deve estar na voz passiva sintética. Lembre-se  de que na voz passiva NUNCA haverá OD, pois ele se torna sujeito paciente.
  • A frase também admite voz passiva analítica (ser/estar + particípio) e o verbo deve concordar com o sujeito paciente.  Observe o exemplo:
  • Buscam (VTD)-se(PA) soluções para o caso ( sujeito paciente). (= soluções para o caso são buscadas).

Esse é um conteúdo cobrado por, praticamente, todas as bancas, principalmente Cespe e FCC.

Índice de Indeterminação do Sujeito (IIS)

  • ,Não pode existir sujeito explícito ou subentendido ( ele) na frase.
  • Ocorre na voz ativa, geralmente, com verbo transitivo indireto, verbo intrasitivo ou ligação.

ATENÇÃO: verbo permanece na 3ª pessoa do singular

  • Precisa (VTI)-se (IIS) de ajudante
  • Assiste (VTI)-se (IIS) a cenas de violência (OI)

Pronome reflexivo

A condição é que o “Se” esteja indicando reflexão ou reciprocidade. A ação recai sobre o próprio sujeito. Além disso, todo pronome reflexivo exerce função sintática de objeto direto ou objeto indireto.

Muita atenção: o sujeito da frase estará explícito ou implícito no contexto.

Observe:

  • Ela ( sujeito) se (OD)via (VTD) mais velha a cada ano.
  • Deu (VTDI)-se (OI) uma nova oportunidade (OD).

Parte integrante do verbo

  •  Neste caso, o pronome integra o verbo, logo o acompanha em todas as suas flexões.
  • Lembre-se de que parte integrante nunca desempenha função sintática e o sujeito da frase fica explícito ou implícito no contexto.
  • ( Ele) preocupava (VTI)-se ( parte integrante do verbo) com o fato (OI).

Partícula expletiva ou realce

Pode gerar dúvida, mas a condição básica é que o “Se” não seja classificado como partícula apassivadora, índice de indeterminação do sujeito, pronome reflexivo ou parte integrante do verbo.

Do ponto de vista sintático, a partícula expletiva é desnecessária.

  • Vão (VI) -se os anéis ( sujeito), ficam (VI) -se os dedos ( sujeito).

Conjunção

Conjunção condicional também costuma cair muito nas provas de português para concurso, e sugere a ideia de condição. O “Se” é equivalente a caso, por exemplo.

  • Se ele voltar ao Brasil, comunicarei a todos.

O “Se” também pode exercer a função de conjunção integrante,e vai apenas ligar orações e não apresentará carga semântica.

  • Se ele voltará ao Brasil, ninguém sabe dizer

Dicas de estudo

A melhor maneira para aprender o vocábulo “Se” é treinando, ou seja, resolvendo muitos exercícios. Depois que você tiver aprendido a teoria sobre o assunto,resolva de forma exaustiva questões.

Você sabia que resolução de exercício é uma das melhores formas para você estudar português para concurso? No início, você pode confundir partícula apassivadora com expletiva, por exemplo. Mas, fique atento aos detalhes de cada um e preste sempre atenção no comando da questão.

Questões de concurso sobre a partícula “SE”:

Ano: 2018 -VUNESP- PC/SP

Na passagem “… fica faltando dizer que se encerrou a escravidão negra…”, o pronome “se” é empregado indicando que o sujeito é paciente da ação verbal, como ocorre também em:
a) Querem saber se serão pagos pelo trabalho prestado.
b)Os homens não se deixam escravizar e buscam seus direitos.
c)Ali se trabalha como escravo, em péssimas condições.
d)Lamentavelmente, ainda hoje se escravizam pessoas.
e) Todos se sentem submetidos a condições degradantes.
 Gabarito: D
2018 – CEPS/UFPA – UFPA
A palavra se é empregada várias vezes no texto com sentidos diferentes. Essa palavra indica a ideia de condição no trecho
a) “Naquela noite, o mesmo oftalmologista foi se encontrar com sua bem-amada.” (linha 5)
 b) “O que se espera de uma piada é que ela provoque riso.” (linhas 11 e 12)
 c) “…ela teria se afogado.” (linha 17)
 d) “E não se pode perguntar a um poema …” (linhas 31 e 32)
 e) “Não haveria conflitos se o primeiro olho visse bem as coisas do seu lugar, …” (linha 46)
 Gabarito: B
2018 – FCC – ALESE
A palavra destacada na frase Ninguém sabia se acreditava ou não.
 a) introduz oração que exerce a função de sujeito.
b) introduz oração que exerce a função de objeto direto de sabia.
 c) introduz oração que expressa uma condição.
 d) expressa ideia de reflexividade, como em “Machucou-se com o martelo”.
 e) expressa ideia de reciprocidade, como em “Pedro e Maria se amam”.

Gabarito: B

2017- FCC-TST- Analista Judiciário – área administrativa

… tudo que se publica nas redes sociais é de autoria de um roteirista. (final da entrevista)

O pronome sublinhado acima também se encontra sublinhado na frase:

a) Segundo a psicanálise, se você sente dor pela felicidade do outro, tal sentimento revela algo sobre o seu próprio desejo.
 b) Sabe-se que os momentos de crise oferecem oportunidades de transformação e aprendizado.
c)A geração atual parte do princípio de que a vida só é plena se oferece a oportunidade de publicação de fotos felizes nas redes sociais.
d) Algumas pessoas só ficam satisfeitas se podem enfrentar situações desafiadoras rotineiramente.
e)Segundo a crença na liberdade do indivíduo, se você acreditar que é um vencedor, certamente irá vencer.

Gabarito: B

FCC – 2011- Nossa Caixa Desenvolvimento

Na frase No caso dos donos do mundo, não se devem esperar exames de consciência mais profundos, é correto afirmar que
 a) a construção verbal é um exemplo de voz ativa.
 b) a partícula se tem a mesma função que em E se ela não vier?
 c) a forma plural devem concorda com exames.
 d) ocorre um exemplo de indeterminação do sujeito.
 e)a expressão donos do mundo leva o verbo ao plural.
Gabarito: C
  • Planeje o que você for estudar durante a semana. Separe os conteúdos que serão vistos e revisados. Isso vai ajudar você a manter o foco nos estudos e nas suas prioridades.
  • Tenha controle dos seus estudos. Saiba o que está sendo visto, a quantidade de conteúdo que falta, resoluções de exercício.
  • No seu cronograma de estudo, tenha tempo para o lazer. Lembre-se de que a sua mente precisa de descanso. Renovar as energias é fundamental. Você pode separar o sábado à noite, por exemplo, para sair com os seus amigos ou aproveitar o domingo para almoçar com a sua família.
  • Na hora de estudar, desconecte-se de redes sociais, celulares, entre outras distrações. Para conseguir a classificação, é fundamental dar o seu melhor nos estudos.
  • Deixe o seu cronograma bem visível perto de você. Não adianta fazer um planejamento e deixá-lo guardado na gaveta.
  • O seu planejamento deve ser de acordo com a sua realidade. Não adianta fazer um planejamento de 6 horas de estudo, por exemplo, se você tem três. Isso vai gerar muita ansiedade e vai interferir na produtividade dos seus estudos.
  • Tenha uma planilha para saber o seu percentual de acerto/erro de exercício em cada disciplina. Ao estudar português para concurso por exemplo, separe os assuntos: regência, verbo, concordância, entre outras.  Faça isso com cada conteúdo, e anote o seu percentual de acerto/erro em cada tópico.
  • Não perca tempo da sua jornada se comparando com outras pessoas. Lembre-se de que cada um tem a sua própria história e caminho. Portanto, foque em viver a SUA vida e o seu caminho. Estude, tenha disciplina e força de vontade para conquistar os seus resultados.
  • Você precisa pagar o preço para conseguir a sua aprovação. Está disposto? Tudo é proporcional ao seu esforço, por isso, dedique-se e confie na sua capacidade. Você tem muito mais força do que imagina e vai conseguir alcançar todos os objetivos.

O vocábulo “SE” é um dos mais assuntos mais cobrados de língua portuguesa pelas bancas de concurso público e pode ser o diferencial na sua prova. O tema é abordado de forma completa no curso Português Total, em que a professora Flávia Rita explica, em detalhes, sobre o uso do vocábulo “SE”, além de abordar todo o conteúdo de língua portuguesa cobrado pelas organizadoras.

Para ajudar na sua preparação, conheça o curso Português Total, ministrado pela professora Flávia Rita Coutinho Sarmento.

O curso é ideal para quem:

  • Precisa aprender toda a teoria de português
  • Não tem base teórica e precisa revisar toda a disciplina
  • Ficou muito tempo sem estudar e precisa revisar o conteúdo de língua portuguesa.

Nas aulas, a professora Flávia Rita trabalha desde o básico ao avançado. Ou seja, contempla toda a gramática (fonética, ortografia, formação de palavras, predicação verbal, período simples, regência, crase, “que/se”, colocação pronominal e pronome relativo, verbo, concordância verbal, concordância nominal, pronomes pessoais, conectores, período composto, pontuação) e interpretação de texto. Por ser um curso completo, adequa-se perfeitamente a todas as bancas de concursos, sendo indicado para todos os públicos.

É um curso que prepara o aluno para qualquer certame, pois ele foi planejado a partir do profundo conhecimento das bancas mais exigentes do mercado como CESPE, FCC entre outras com os mais variados perfis de cobrança.

QUERO ASSISTIR A UMA AULA GRATUITA DO PORTUGUÊS TOTAL! 

Qual a sua maior dificuldade em português para concurso? Envie o seu comentário para a gente e não se esqueça de compartilhar o conteúdo nas suas mídias sociais. Bons estudos e muito sucesso!

 

Deixe seu Comentário

Comentários