/5 dicas para escrever dentro dos critérios exigidos pela banca!


5 dicas para escrever dentro dos critérios exigidos pela banca!

5 dicas para escrever dentro dos critérios exigidos pela banca!

por: Equipe Flávia Rita

Uma das perguntas mais comuns é “Como passar em concurso”? A preocupação do candidato não deve ser apenas com a prova objetiva, mas principalmente com a redação. Escrever não é apenas dominar o português, mas também está relacionado com o conhecimento de mundo. Cada banca, por exemplo, tem a sua forma de cobrança e, por isso, neste texto você vai ficar por dentro de 5 dicas para escrever dentro dos critérios exigidos. Vamos lá?

Critérios exigidos: leia o edital!

Você já fez uma prova do Cespe/Unb ou FCC? Então, deve ter notado como cada banca tem a sua forma de cobrança. É essencial que você conheça os critérios exigidos pela sua organizadora de concurso.

Por exemplo, na prova do concurso Tribunal Superior do Trabalho (TST) foram cobrados os seguintes critérios para a prova de técnico administrativo:

Conteúdo – até 40 (quarenta) pontos:

a) perspectiva adotada no tratamento do tema;

b) capacidade de análise e senso crítico em relação ao tema proposto;

c) consistência dos argumentos, clareza e coerência no seu encadeamento.

A nota será prejudicada, proporcionalmente, caso ocorra abordagem tangencial, parcial ou diluída em meio a divagações e/ou colagem de textos e de questões apresentados na prova.

Estrutura – até 30 (trinta) pontos:

a) respeito ao gênero solicitado;

b) progressão textual e encadeamento de ideias;

c) articulação de frases e parágrafos (coesão textual).

 Expressão – até 30 (trinta) pontos:

a) desempenho linguístico de acordo com o nível de conhecimento exigido para o Cargo/Área;

b) adequação do nível de linguagem adotado à produção proposta e coerência no uso;

c) domínio da norma culta formal, com atenção aos seguintes itens: estrutura sintática de orações e períodos, elementos coesivos; concordância verbal e nominal; pontuação; regência verbal e nominal; emprego de pronomes; flexão verbal e nominal; uso de tempos e modos verbais; grafia e acentuação.

Desta forma, é essencial que você leia o edital do seu concurso para conhecer os critérios exigidos, e se o documento não tiver sido divulgado, é só você conferir o último edital publicado da banca.

Estudar para concurso implica não apenas no domínio do conteúdo da prova objetiva, mas sobretudo saber produzir um bom texto. A sua nota na redação, é o diferencial para a posse. Clique aqui para descobrir como produzir uma excelente redação.

Cuidado com as palavras

Um dos principais critérios exigidos pela banca é o conhecimento da norma padrão, ou seja, domínio das regras gramaticais, regência, crase, acentuação, concordância, entre outros assuntos que fazem parte da norma culta.

Além disso, o seu conhecimento de mundo também é o diferencial, sobretudo na introdução e no desenvolvimento. É fundamental ter cautela com as palavras que você vai usar, a fim de fazer a melhor seleção vocabular.

Isso também pode lhe interessar:
  Concurso: 5 dicas para estudar redação sozinho!

Nem pense em usar gíria, estrangeirismo ou neologismo, que é a criação de palavra nova. Cuidado, também, com redundância. Busque sempre usar termos de retomada ou sinônimos, para evitar repetição de palavra.

Como adquirir conhecimento de mundo? Com muita leitura! Por isso, além de separar tempo para estudar para concurso, tenha o hábito de ler e ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo.

Título: obrigatório ou não?

É uma das dúvidas mais comuns e pode estar ou não nos critérios exigidos pela banca. Como assim? É a organizadora que vai definir se você usará ou não título. Desta maneira, se a banca NÃO pedir, não coloque. Se solicitar o título, escreva.

Se a sua banca PEDIR título, lembre-se de que ele deve ser uma síntese do seu texto, e que deve ter frase curta. Nada de escrever frase longa ou complexa!

Número mínimo de linhas!

O número mínimo e máximo de linhas é um dos principais critérios exigidos. Geralmente, as bancas cobram do candidato 20 linhas no mínimo e 30 no máximo. A sua redação deve ser objetiva e as linhas que você escrever extra NÃO serão consideradas.

Tente escrever, pelo menos, 26 linhas. Argumente as suas ideias de forma clara e evite períodos longos, pois eles deixam o texto confuso. Você sabe como planejar uma redação? Clique aqui para descobrir!

Revisão geral

Como saber se a sua redação está feita dentro dos critérios exigidos? Faça uma revisão geral. Confira não apenas as regras gramaticais, mas se o texto está bem estruturado com introdução, desenvolvimento e conclusão. Se as ideias estão bem desenvolvidas, se o tema atendeu ao que foi pedido pela banca, ou seja, faça uma revisão completa.

Estudar para concurso envolve comprometimento e planejamento. Por isso, nunca se esqueça de que para ficar craque na redação o segredo é treino.

Equipe Flávia Rita


Deixe seu Comentário

Comentários