fbpx

“Haja vista” ou “Haja visto”?

Equipe Flávia Rita

Entenda agora qual a forma correta da locução "haja vista" e não cometa mais esse erro que pode custar a sua vaga no concurso dos seus sonhos.
“Haja vista” ou “Haja visto?

Não é incomum escrever um texto e, no momento da concordância, ficar com aquela dúvida: a expressão “haja vista” deve concordar com o termo que a segue? Vamos entender como empregar essa expressão corretamente para que você não perca mais pontos em suas provas.

“Haja vista” ou “haja visto”? Qual a forma correta?

A expressão “haja vista” é composta pelo verbo “ver” no particípio. Essa forma nominal, em razão de, algumas vezes, exercer a função de um nome, poderá variar em gênero (masculino e feminino) e número (singular e plural). Nesse caso, a concordância se dará com o nome ao qual se relaciona.

Dito isso, é de se imaginar que, estando o verbo no particípio, ele deveria variar de modo a concordar com o nome ao qual se liga, certo? Infelizmente, não. Aqui temos um caso específico que excepciona a concordância dessa locução conjuntiva.

Segundo a gramática normativa da Língua Portuguesa, a construção “haja vista” é invariável. Isso significa que ela não será flexionada em gênero ou número pelos elementos a que se vincula.

Trata-se de uma regra interessante, pois locuções verbais com verbo no particípio (ex.: tenho pensado, foi feito, está dito), normalmente, apresentam a forma nominal fixa no gênero masculino. Na expressão em comento, contudo, tem-se a fixação normativa do particípio na forma feminina singular. Portanto, o emprego do verbo “haver” flexionado em número ou do verbo “ver” flexionado em gênero ou número estará errada.

Veja os seguintes exemplos:

  • Nenhum problema seria resolvido, hajam vistas as prioridades do governo. (ERRADO)
  • Nenhum problema seria resolvido, haja vista as prioridades do governo. (CORRETO)
  • Não conseguirei ir jantar com Carlos, hajam visto o trabalho que ainda tenho por terminar. (ERRADO)
  • Não conseguirei ir jantar com Carlos, haja vista o trabalho que ainda tenho por terminar. (CORRETO)

Classe gramatical da expressão “Haja Vista”

Tendo esclarecido a correta ortografia da expressão, cabe entender como utilizá-la nos textos. Em termos de classificação morfológica, “haja vista” é considerada uma locução conjuntiva subordinativa causal. Isso significa que ela estabelecerá uma relação de causa entre as orações. Por esse motivo, apresentará valor equivalente a outras locuções conjuntivas causais, como “devido a”, “por conta de”, “por causa de”. Da mesma maneira, terá um sentido equivalente a, entre outros, “porquanto, “visto que” e “uma vez que”.

Treinando…

Agora que você entendeu como usar a locução conjuntiva “haja vista”, veja como ela pode aparecer nas suas questões de concurso. Separamos uma que representa a maneira como as bancas organizadoras em geral costumam cobrar a matéria.
Questão. No que se refere à concordância, assinale a alternativa INCORRETA:
  • Cancelamos a excursão, haja visto o vendaval.
  • Mais de um funcionário foi contratado.
  • Aquela dupla parecia cantar bem.
  • Os Estados Unidos estão localizados na América do Norte.
  • Mais de uma professora foi agredida pelo aluno.

GABARITO: Letra A.

COMENTÁRIO: A letra A é o gabarito da questão, pois o enunciado pediu a alternativa incorreta. Como ela empregou a locução conjuntiva de forma inadequada, concordando o particípio do verbo “ver” com o nome “o vendaval”, ela incorreu em erro gramatical. Viu como saber o correto uso da expressão pode facilitar sua vida na hora da prova?

Ficou alguma dúvida?

Como podemos ajudar você? Basta entrar em contato por meio do telefone:

Whatsapp:  31 99289.5538

Antes de ir embora, não se esqueça de clicar aqui e conferir os materiais GRATUITOS que separamos com todo o carinho para você :)! 

Gostou do post? Compartilhe com os seus amigos nas redes sociais. Muito sucesso e bons estudos!

CONTINUE LENDO