/6 Dicas para se manter motivado nos estudos


6 Dicas para se manter motivado nos estudos

367

por: Equipe Flávia Rita

Há algumas estratégias que podem ser adotadas para se manter constantemente motivado e, aqui, vamos dar uma olhada em algumas delas! Vamos lá?

Todos os estudantes, uma hora ou outra, enfrentaram momentos de grandes dúvidas, momentos que acabam por afetar o rendimento nos estudos e que, consequentemente, diminuem a motivação para seguir os projetos. Por mais chatos que esses estados de desânimo possam parecer, saiba que eles são tanto passageiros quanto naturais.

Realizar um objetivo de longo prazo, como entrar em uma boa universidade ou passar em um concurso público disputado, exige uma série de sacrifícios diários e uma resiliência acima da média. Como você não alcançará o resultado final de uma hora para a outra, você irá questionar seu caminho repetidas vezes no processo, pois a recompensa pelos seus esforços será postergada. Disso decorrerão diversas oportunidades para se autocriticar, para se desmotivar e para pensar em desistir. E é nesse momento que você deve ter controle e disciplina para seguir seu plano.

Se tiver interesse, confira nossa Websérie Life Coach, montada exatamente para oferecer uma orientação geral sobre diversos aspectos da vida:

Agora vamos lá?

COMO MANTER A MOTIVAÇÃO

1. ESTABELEÇA METAS REALIZÁVEIS

Ao estabelecer seus objetivos, você já deve ter lido que o primeiro passo a ser tomado é organizar um cronograma de estudos, com previsões de curto, médio e longo prazo. A ideia por trás disso é permitir que você tenha maior controle sobre suas atividades e garantir que você chegue aonde deseja.

Há, contudo, uma outra razão para a estipulação de metas para períodos diferentes: permitir que você perceba o cumprimento das fases de estudo, dos objetivos de curto prazo e da aprendizagem que realmente tem feito. Caso essas metas não sejam atingidas como se espera, você terá um indicativo de onde deve estar errando, e isso lhe permitirá rever o planejamento e as atividades inicialmente previstas.

Além disso, o cumprimento das metas de curto prazo serve para dar um estímulo ao estudante. Ao atingir um objetivo, por menor que seja, você deve se permitir se sentir satisfeito. Valorize isso como uma conquista e como mais um passo no rumo do seu objetivo final. Lembre-se sempre de que cada grande vitória é composta por milhares de pequenas conquistas. Assim, passar em uma prova só é possível porque você venceu a cama e levantou cedo todas as manhãs, ou porque você decidiu não sair uma noite com seus amigos para se manter no cronograma de estudos, ou mesmo porque você cumpriu todas as metas curtas estipuladas para aquela semana, a despeito de alguns sacrifícios.

Se você tem alguma dúvida de como se organizar, veja nosso texto: APRENDA O QUE SÃO CICLOS DE ESTUDO E COMO ORGANIZAR O SEU.

2. MANTENHA UM CONTROLE FÍSICO DOS SEUS RESULTADOS

Uma forma de manter-se sempre motivado é organizar um sistema de estudo que lhe permita ver seu progresso. Isso pode ser feito com aplicativos de produtividade que mostrem a progressão das atividades, com a utilização de tabelas ou com a produção de um material para revisão. Quando se utiliza, por exemplo, técnicas como fichamentos, resumos ou mapas mentais, o aluno se força a produzir um conteúdo, o qual poderá, no futuro, ser quantificado, a fim de demonstrar quanto de esforço que foi colocado no desempenho das tarefas diárias. Ao ver esse material, ficará claro que sua dedicação está produzindo frutos e aquela frustração que aflige muitos concurseiros será dissipada.

Em todo caso, o importante é que você consiga não só saber que está aprendendo, mas, principalmente, ver que está progredindo na matéria. Isso lhe trará calma e confiança, pois, com um material físico, você terá em mão uma prova de seu esforço e de seu aprendizado, sem dizer que conseguirá organizar melhor o seu tempo para cumprir todo o conteúdo programático do concurso antes do edital.

Não deixe de ver nosso texto: COMO MONITORAR SEUS RESULTADOS NOS ESTUDOS!

3. TENHA UM SISTEMA DE COMPENSAÇÕES

Uma dificuldade de se realizar objetivos de longo prazo é a demora para se obter a recompensa pelos esforços. Ninguém decide se esforçar apenas pelo prazer de se esforçar. O esforço, qualquer que seja, ocorre em razão da expectativa de se obter uma recompensa que irá compensar os nossos sacrifícios. Porém, como dito, isso demora a ocorrer em projetos mais longos, pois, em concursos públicos, a nossa realização é diferida para o momento da posse.

Por essa razão, é muito importante ter um sistema de recompensas de curto prazo. Asim, sempre que concluir uma tarefa, procure se dar um “presente”, qualquer que seja, mas desde que seja algo importante para você. Pode ser, por exemplo, um tempo de descanso com a namorada ou com o namorado, um tempo para ver aquele episódio da série que está acompanhando, um chocolate por bloco de tarefa mais complexa, uma hora a mais de descanso no final de semana etc. A escolha do que será melhor fica a seu cargo, mas não se esqueça de que a recompensa não pode prejudicar seu planejamento nem seus estudos, então nada de se “sobrerrecompensar” com horás de lazer muito longas e que se sobreponham às horas de estudo!

4. FOCO NO OBJETIVO DE LONGO PRAZO

Outra estratégia é sempre ter foco no objetivo final. Por exemplo, visualizar como será sua vida quando tomar posse no cargo desejado ou quando entrar na universidade que sempre sonhou. Além dessa visualização, é sempre bom voltar para os motivos que lhe motivaram a estabelecer o objetivo, pois eles sempre vão lhe dar as razões para seguir em frente. Um exemplo bastante conhecido no universo dos concursos é o do concurseiro que, para se motivar, sendo a estabilidade e a remuneração do cargo as razões que o fizeram decidir pela carreira pública, decide colar, em seu ambiente de estudo, uma foto do seu futuro contracheque.

5. CONTATO COM AS REDES SOCIAIS

Muitas pessoas dizem se sentir mal ao verem suas redes sociais e encararem diversas fotos de amigos e conhecidos vivendo uma vida mais leve e com mais horas de lazer. Realmente, isso pode ser um problema, pois, quando não se tem um sistema de compensação ou já se está bastante cansado do ritmo de estudo, esses exemplos diários podem esmagar nossa motivação. Passamos a pensar no tempo dedicado aos nossos objetivos e como, nesse tempo, poderíamos estar vivendo diferente. Contudo, isso não é em parte correto. O aluno ou a aluna deve estar ciente de suas razões, dos motivos que determinaram suas escolhas, pois, nessas fases de frustração e cansaço, são essas mesmas razões que sustentarão o ânimo. Deve-se ter em mente que, essas pessoas das redes sociais, fizeram outras escolhas e que você decidiu livremente pelo seu futuro, de maneira que cada sacrifício representa um esforço de construção. Isso ajudará muito a tirar o peso, pois, saber que fomos nós que nos colocamos na situação em que nos encontramos é bastante libertador.

Além disso, caso realmente as redes sociais estejam causando distrações ou gerando grandes frustrações, outra solução é se afastar dela um pouco. Isso não só fará bem para o psicológico, como liberará tempo para você fazer outras coisas que julga mais importantes.

6. AMIGOS MOTIVADORES E POSITIVOS

O ser humano é um animal social e, como tal, depende do contato com outras pessoas. Todavia, esse contato pode surtir efeitos diferentes em nós: pode nos tacar para cima, nos estimulando a correr atrás do que desejamos ou pode nos colocar para baixo, freando nosso potencial. Por isso, em momentos de muita pressão, em que devemos encarar desafios e sacrifícios, é mais recomendável se rodear daqueles amigos que nos ajudam a ser melhores e que aliviem um pouco do peso.


Espero que esse conteúdo possa lhe ajudar a se manter motivado durante esses períodos de maiores sacrifícios. Lembre-se de qua a qualidade do seu estudo depende, também, do seu estado psicológico e que a motivação é parte determinante desse! Se você achou esse texto interessante, compartilhe com a gente nos comentários!

Deixe seu Comentário

Comentários