/Como estudar português com 3 meses para a prova?


Como estudar português com 3 meses para a prova?

798

por: Equipe Flávia Rita

O edital do seu concurso foi publicado e agora você tem apenas três meses para estudar a matéria de língua portuguesa. Não sabe se vai dar tempo, mas ainda acredita que é possível? Não sabe como fazer para cobrir todo o conteúdo programático? Então esse texto é para você! Vamos ver o que você deverá fazer para estudar português na reta final e conseguir chegar preparado para gabaritar sua prova!

COMEÇANDO A ESTUDAR PORTUGUÊS

O primeiro passo a ser dado com relação à disciplina de língua portuguesa é o reconhecimento das principais deficiências do candidato. Diferentemente das matérias jurídicas, há o mito de que as pessoas, por lerem ou por escreverem com certa frequência, dominam a língua pátria.

Entretanto, esse é um equívoco que pode comprometer a nota no concurso e, consequentemente, impedir a posse.

Por isso, procure, de início, identificar o nível de português que possui antes da prova, de maneira a poder traçar sua estratégia de estudo de forma mais consciente.

Mas como você fará isso? Simples! Com exercícios!

Como o edital já foi publicado, a banca organizadora do certame já é conhecida, o que permite selecionar questões aplicadas em provas anteriores. Procure resolver de 30 a 50 questões (sim, um número mais alto para se cobrir maior parte do conteúdo) e anotar o número de acertos e de erros.

A partir do resultado, será possível identificar os conteúdos que se encontram bem compreendidos e aqueles que necessitam de revisão e treino.

Caso a média de acerto esteja abaixo dos 70%, o recomendável é pensar em um curso teórico, porém com carga horária mais reduzida, de maneira a não prejudicar o estudo de outras áreas.

SE PLANEJANDO DE ACORDO COM O EDITAL

Agora que você já sabe que necessita dar mais atenção à disciplina de português, você deverá separar quais os conteúdos mais relevantes para a sua prova. De nada adianta ter dificuldade nas regras de acentuação se essa matéria não está prevista no programa.

Igualmente importante é reconhecer quais conteúdos previstos no edital são mais recorrentes nas provas da banca, pois, com a exiguidade de tempo para a sua preparação, você deverá ter uma abordagem mais estratégica.

Ao fazer um curso teórico com foco na banca ou no concurso, você irá ter, agora, uma triagem de quais as questões favoritas da banca e em quais conteúdos deverá dar mais atenção.

Portanto, uma vez publicado o edital, não deixe de ler o conteúdo programático nele previsto e direcionar seus estudos às matérias ali discriminadas, obviamente, segundo o que for orientado pelo curso especializado.

QUAL CURSO DE PORTUGUÊS VOCÊ DEVERÁ FAZER?

Bom, fazer um curso, quando se tem uma base ruim de português para concursos, é essencial numa fase final. Contudo, qual curso você deverá fazer?

Com o excesso de cursos disponíveis, os estudantes podem ficar um pouco perdidos na hora de escolher o curso mais adequado para o seu nível de conhecimento e para a fase do seu estudo.

O que deve ser considerado precipuamente é o foco do curso, se direcionado à banca ou mesmo ao concurso específico, e a carga horária total.

De nada adianta optar por um curso de 200 horas, com duração semestral, se você só dispõe de 90 dias para a sua prova.

Por isso, escolha um curso que possua abordagem teórica em conjunto com a resolução de questões da banca, seja um curso de revisão, seja um curso de correção de provas e resolução de exercícios.

Esses cursos normalmente são estruturados objetivando os alunos mais avançados e que não possuem muito tempo para se prepararem para a prova.

ESTRATÉGIAS DE ESTUDO

Ao saber como escolher o curso ideal, você deverá montar uma estratégia que lhe permita não só cobrir todo o conteúdo de português previsto no edital como também revê-lo antes da prova.

E como você fará isso? Seguindo uma organização de ciclos de estudos com aulas teóricas, revisão e fixação a partir de exercícios. Vamos ver?

ASSISTIR A AULAS TEÓRICAS?

Primeiramente, estabeleça um cronograma para as aulas teóricas, de forma que, dentro do período de 60 dias, você consiga cobrir todo o curso.

Você deve estar se perguntando, por que 60 dias? Porque logo após terminar o curso, você precisará separar um tempo para revisão completa e maior fixação.

Lembre-se de que cada aula deve ser revista no dia seguinte, a fim de evitar o esquecimento de informações relevantes. Assim, faça uma curta revisão do conteúdo estudado na última aula sempre nos 15 minutos anteriores ao início da próxima.

USAR ALGUM MANUAL?

Como seus estudos teóricos partirão das aulas expositivas e das anotações que fizer, você pode pensar que um manual não é importante.

Entretanto, tenha em mente que ter um manual didático e simples por perto é sempre positivo, pois permite consultas rápidas e mais completas a conteúdos que não tenham sido bem assimilado.

Além disso, você poderá completar suas anotações com outras informações que julgue interessante.

COMO FIXAR MELHOR O CONTEÚDO?

Ao longo do aprendizado teórico, você deverá resolver algumas questões do conteúdo trabalhado na aula. Procure separar, diariamente, 15 questões de português para serem respondidas sem consulta a nenhum material.

Ao terminar a parte expositiva, direcione seus estudos para realizar revisões periódicas de todo conteúdo e resolver questões.

Mantenha sempre um controle de quantas questões foram acertadas e quantas foram marcadas incorretamente. No caso dos erros, volte na matéria teórica e revise o conteúdo para, só então, refazer as questões erradas e mais 10 sobre o mesmo conteúdo.


Esse conteúdo foi útil para você? Ajudou a se organizar melhor na sua reta final? Conte-nos sua experiência e deixe sua opinião nos comentários! =]

Deixe seu Comentário

Comentários