/Texto dissertativo: como fazer uma boa argumentação?


Texto dissertativo: como fazer uma boa argumentação?

Texto dissertativo: como fazer uma boa argumentação?

por: Equipe Flávia Rita

Hoje vamos escrever sobre argumentação, ou seja, o desenvolvimento do seu texto. É nesta parte, que você deve conseguir repassar as ideias de forma clara e objetiva, para o examinador. Logo, saber fazer uma boa argumentação é essencial para você realizar o sonho de ser servidor público. Prepare um café, mantenha o foco e ótima leitura!

O que é uma argumentação?

O texto dissertativo é composto em três partes: introdução, desenvolvimento e conclusão.  Uma boa argumentação é a capacidade de relacionar fatos, teses, estudos e possíveis soluções para embasar um tema que foi pedido pela banca. Ou seja, você precisa “convencer” o examinador que tem domínio do conteúdo, que conhece o assunto.

Para fazer uma boa argumentação, é fundamental ter conhecimento de mundo. Ler, aprender e estar por dentro de tudo e dos principais fatos. É isso que faz a diferença na sua redação: o desenvolvimento que você usa. Quer aprender a fazer um texto dissertativo nota 10? É só clicar aqui!

Como organizar as ideias para escrever?

Uma boa argumentação deve ser organizada e alinhada com o tema solicitado pela organizadora. O seu texto deve ter um raciocínio claro e coerente, por isso, deve ser desenvolvido na introdução, argumentação e conclusão.

Mas, antes de colocar os argumentos no papel, que tal organizá-los? Prepare um roteiro com os itens que devem ter na sua argumentação. O que você pretende focar? Dados estatísticos, comparações ou comprovações? Escreva no seu roteiro! Isso vai ajudar você a não se esquecer de nenhum detalhe. Se você tem dúvida de como planejar uma redação, é só clicar aqui.

Quais os tipos de argumentos?

Existem vários tipos de desenvolvimento, que você pode usar no seu texto, para fazer uma boa argumentação. Vamos, falar um pouco sobre eles?

  • Argumento de autoridade: é baseado no conhecimento de um profissional da área .
  • Comprovação por meio de experiências ou observação: neste tipo de argumento inclui dados que comprovam ou confirmam uma veracidade.
  • Argumento de causa e consequência: o embasamento é feito por meio da relação de causa ( os motivos) e consequência (efeitos).
  • Argumento de exemplificação: como o próprio nome diz, refere-se a exemplos usados na redação.

A importância do foco!

Um dos principais erros cometidos pelos concurseiros é a fuga do tema. Não adianta enrolar o examinador, porque ele consegue perceber se você tem ou não domínio do assunto. Por isso, tenha cuidado ao escrever o seu desenvolvimento, para não perder o foco.

Para embasar a sua argumentação, use exemplos, dados ou informações relevantes. Lembre-se de que o seu desenvolvimento deve ser coerente com a realidade, logo cuidado para não “viajar”. Resumindo tudo o que conversamos até agora:

Isso também pode lhe interessar:
  Concurso: guia completo para você aprender redação de uma vez!

Uma boa argumentação consiste em uma lógica de pensamento. Na introdução, apresente o assunto que será tratado ao longo da redação, no desenvolvimento apresente os argumentos e na conclusão retome o tema tratado.

Para te ajudar preparei uma lista com vários tópicos de redação cobrado pela FCC. Para conferir, é só clicar aqui.

Espero que o texto te ajude a desenvolver uma boa argumentação.

Qual concurso está estudando? Deixe o seu comentário!

Equipe Flávia Rita

Deixe seu Comentário

Comentários