fbpx

Como fazer a transposição da voz verbal?

Equipe Flávia Rita

A transposição da voz verbal corresponde ao processo de mudança de uma voz pela outra, seja da ativa para a passiva, seja da passiva para a ativa. Entretanto, sua realização exige atenção a algumas particularidades na adequação verbal e no uso de certas particulas. Entenda de uma vez por todas como realizar o processo.
Como fazer a transposição da voz verbal?

O domínio das vozes verbais é essencial para uma boa redação. Mais do que isso, ele será determinante na aprovação dos candidatos a concursos públicos, uma vez que se trata de uma das matérias mais queridas das Bancas organizadoras, sendo certa sua presença nas provas objetivas. Para entender esse conteúdo, os estudantes devem dominar o processo de transposição da voz verbal, uma vez que é ele que permite a mudança de uma voz pela outra. Para entender como funciona e quais suas particularidades, continue lendo o texto!

O que é transposição da voz verbal?

O processo de alteração das vozes verbais, com a mudança das relações de sentido entre o sujeito, o verbo e o objeto direto, é denominado transposição de vozes. Nele, serão mantidos o tempo e o modo verbais da oração original.

Veja o seguinte exemplo:

VOZ ATIVA: Os pais (sujeito) resolveram (VTD) todos os problemas do filho (OD) durante a reunião (adj. adv. de tempo).

Veja agora como essa mesma frase, a partir da transposição da voz verbal, será em cada uma das espécies de passiva:

VOZ PASSIVA ANALÍTICA VOZ PASSIVA SINTÉTICA
Todos os problemas do filho (sujeito paciente) foram resolvidos (locução de passiva) pelos pais (agente da passiva) durante a reunião (adj. adv. de tempo). “Todos os problemas do filho (sujeito paciente) resolveram-se (locução de passiva) pelos pais (agente da passiva) durante a reunião (adj. adv. de tempo).

Obserser que, na passagem da voz ativa para a voz passiva analítica, o sujeito torna-se agente da passiva, ao mesmo tempo em que o objeto direto (OD) do verbo passará à função de sujeito paciente. Observe o exemplo:

  • As pendências (sujeito paciente) foram (acréscimo de auxiliar de passiva) resolvidas pelo governo (agente da passiva) na ocasião.
  • O governo (sujeito) resolveu (VTD) as pendências (agente da passiva) na ocasião.

A passagem da voz passiva para a ativa, por sua vez, seguirá o mesmo caminho, porém em sentido contrário, ou seja, o sujeito paciente tornar-se-á o objeto direto do verbo e o agente da passiva passará novamente à função de sujeito do verbo.

 Na voz passiva sintética, o processo é semelhante ao acima tratado, com a particularidade das formas verbais apassivadas. Nesse caso, diferentemente da espécie analítica, não haverá verbo auxiliar, mas sim uma partícula pronominal. Na transposição, o verbo principal acompanhará o sujeito em tempo e modo, sendo acrescido do pronome apassivador “se”. A partir disso, o objeto direto passará à função de sujeito paciente e o sujeito da voz ativa, à função de agente da passiva.

Dicas sobre transposição da voz verbal

A transposição de vozes verbais costumam apresentar algumas particularidades que exigem atenção. Por exemplo, somente será possível realizá-la com verbos que apresentem sujeito e objeto direto. Isso significa que verbos impessoais não construíram a voz passiva, uma vez que formam oração sem sujeito.

Além disso, deve-se ter em mente que a transposição se faz na relação entre sujeito, verbo e objeto, sendo imprescindível a mudança de sentido desses elementos. Portanto, não se chama de transposição a passagem da voz passiva analítica para a voz passiva sintética, uma vez que são consideradas formas equivalentes.

Outro aspecto que deve se ter em mente se refere ao objeto direto. Ele é, no caso, um elemento essencial da construção apassivada, uma vez que será o sujeito paciente da oração.

Em razão das mudanças sintáticas dos elementos originais, poderão ocorrer ajustes na concordância devido ao novo sujeito.

Tenha em mente também que, caso o agente da passiva não esteja expresso na frase, o sujeito será indeterminado. Para isso, será empregada a 3ª pessoa do plural. Por exemplo:

O rapaz foi observado (VPA)./Observaram o rapaz (VA).

Questões comentadas de transposição da voz verbal

Confira agora 5 questões que separamos sobre o tema transposição da voz verbal e veja se você entendeu tudo sobre o conteúdo. Cada questão traz uma análise curta sobre as alternativas, de forma que você entenda os erros em cada delas.

Questão 1. (2018)

Considere o trecho:

O departamento de engenharia da computação da Academia Árabe de Ciências e Tecnologia desenvolveu um estudo…

Esse trecho está reescrito, conforme a norma-padrão, com a forma verbal na voz passiva correspondente em:

a) Foi o departamento de engenharia da computação da Academia Árabe de Ciências e Tecnologia que desenvolveu um estudo.

b) Veio desenvolvendo um estudo o departamento de engenharia da computação da Academia Árabe de Ciências e Tecnologia.

c) Um estudo foi desenvolvido pelo departamento de engenharia da computação da Academia Árabe de Ciências e Tecnologia.

d) O departamento de engenharia da computação da Academia Árabe de Ciências e Tecnologia tinha desenvolvido um estudo.

e) Um estudo foi que desenvolveu o departamento de engenharia da computação da Academia Árabe de Ciências e Tecnologia.

Comentário:

A letra A não apresenta a forma verbal apassivada, estando o verbo “desenvolveu” ainda na voz ativa, de modo que não atende o enunciado da questão. A letra B também traz o verbo na voz ativa, o que torna incorreta a assertiva. A letra C está correta, sendo ela o gabarito da questão. A letra D está errada, já que também não traz a oração transposta para a voz passiva. A letra E, por fim, apresenta erros estruturais, além de não ter qualquer formato verbal apassivado.

Questão 2. (2019)

Considerando-se as regras de concordância e de colocação pronominal da norma-padrão, as expressões destacadas no trecho “… coletamos informações prontas e não levamos questões reflexivas ao cotidiano…” estarão correta e respectivamente substituídas por

a) são coletadas … não se levam

b) é coletada… não leva-se

c) é coletado … não levam-se

d) coleta-se … não se leva

e) são coletados … não levam-se

Comentário:

A locução “coletamos informações”, ao ser transposta para a voz passiva, apresentará o verbo “coletar” no particípio, sendo ele acompanhado do verbo “ser”, flexionado conforme o sujeito paciente “informações prontas”. Portanto, nesse segmento, a substituição exigirá a forma “são coletadas”. Já a locução “não levamos” seguirá o mesmo processo, sendo transposta para a forma sintética com pronome proclítico “não se levam”. O verbo será flexionado na terceira pessoa do plural de forma a concordar com o sujeito plural “questões”. Portanto, está correta a letra A, sendo ela o gabarito da questão por apresentar substituição adequada à norma culta.

Questão 3. (2019)

Transpostas para a voz passiva, as passagens “O próximo governo não encontrará um ambiente econômico internacional sereno.” e “Se até o início deste ano EUA, Europa e China davam sinais de vigor…” assumem a seguinte redação:

a) Um ambiente econômico internacional sereno não poderá ser encontrado pelo próximo governo. / Se sinais de vigor deram EUA, Europa e China até o início deste ano…

b) O próximo governo não terá encontrado um ambiente econômico internacional sereno. / Se foram dados sinais de vigor por EUA, Europa e China até o início deste ano…

c) Um ambiente econômico internacional sereno não terá sido encontrado pelo próximo governo. / Se se deram sinais de vigor, até o início deste ano, por EUA, Europa e China…

d) Não será encontrado um ambiente econômico internacional sereno pelo próximo governo. / Se sinais de vigor eram dados por EUA, Europa e China até o início deste ano…

e) Não se encontrará um ambiente econômico internacional sereno no próximo governo. / Se EUA, Europa e China tinham dado sinais de vigor até o início deste ano…

Comentário:

A transposição das passagens para a voz passiva implicará uso ou do verbo auxiliar de passiva “ser” ou do pronome apassivador “se”, a depender se a construção será da voz analítica ou sintética. Em ambos os casos, os verbos deverão concordar com o sujeito paciente, preservando o modo do verbo na voz ativa. Com isso, tem-se que a primeira oração passará a ser formado pela locução verbal de passiva “não será encontrado”, ao passo que a segunda será constituída pela forma analítica “eram dados”. Portanto, correta a letra D, sendo ela o gabarito da questão.

Questão 4. (2019)

Observe as passagens do texto:

  • Um estudo realizado por pesquisadores do Porto concluiu que a intervenção de enfermeiros especialistas em saúde mental… (1º parágrafo)
  • Os resultados indicam um “efeito positivo da intervenção psicoterapêutica da enfermagem”, realizada por um enfermeiro especialista em saúde mental, registrando-se uma clara diminuição dos níveis de ansiedade… (3º parágrafo)

Transpondo-se as orações destacadas para a voz ativa, obtêm-se, correta e respectivamente, as seguintes reescritas:

a) Pesquisadores do Porto realizaram um estudo que… / … e registram uma clara diminuição dos níveis de ansiedade…

b) Pesquisadores do Porto tinham realizado um estudo que… / … e tem sido registrado uma clara diminuição dos níveis de ansiedade…

c) Um estudo, que foi realizado por pesquisadores do Porto que… / … e registra uma clara diminuição dos níveis de ansiedade…

d) Pelos pesquisadores do Porto realizaram um estudo que… / … e tem sido registrada uma clara diminuição dos níveis de ansiedade…

e) Realizou-se por pesquisadores do Porto um estudo que… / … e registram-se uma clara diminuição dos níveis de ansiedade…

Comentário:

Ao se passarem as formas destacadas para a voz ativa, devem ser suprimidos os elementos de passiva, como eventual verbo auxiliar “ser” ou pronome apassivador “se”. Posteriormente, o verbo principal, quando no particípio, deverá ser flexionado conforme o sujeito da oração. Assim, correta a letra A, que apresenta as formas de transposição “pesquisadores do porto realizaram um estudo” e “registram uma clara diminuição”

Questão 5. (2018)

A alternativa que reescreve o trecho “O juiz então ordenou que ele fosse fuzilado.”, de acordo com a norma-padrão de emprego e colocação de pronome, é:

a) O juiz então ordenou que lhe fuzilassem.

b) O juiz então ordenou que fuzilassem-lhe.

c) O juiz então ordenou que fuzilassem-o.

d) O juiz então ordenou que fuzilassem ele.

e) O juiz então ordenou que o fuzilassem.

Comentário:

A letra A está errada, em razão de o complemento verbal não ser preposicionado, o que impede o emprego do pronome oblíquo “lhe”. A letra B erra tanto no uso do pronome oblíquo “lhe” como na sua posição enclítica na oração, já que a conjunção integrante “que” exerce uma atração forte sobre o termo. A letra C, conquanto utilize corretamente o pronome oblíquo, não o aloca na posição adequada, dado a partícula atrativa “que”. A letra D erra ao usar o pronome pessoal “ele” como objeto direto, o que não é possível, dado se tratar de uma forma natural dos termos sujeitos. A letra E, por fim, está correta, sendo ela o gabarito da questão.

Alguma dúvida na transposição da voz verbal?

O qua achou? Ainda ficou alguma dúvida depois dessas explicações? Se sim, você pode nos contar nos comentários! Além disso, caso você queira ver mais conteúdo de português sobre regência verbal, redação (introdução desenvolvimento) ou pontuação, confira nossos outros textos!

 

Deixe seu Comentário

Comentários

CONTINUE LENDO